3deko.info

Olá, meu nome é Pablo e criei este blog para ajudar os estudantes portugueses a estudar. Carrego milhares de arquivos úteis toda semana

CONFESSANDO RICK E VICTOR BAIXAR


Aprenda a tocar a cifra de Confessando (Rick e Victor) no Cifra Club. Coisas tão normais hoje me encantam mais / Depois do teu olhar, / Tudo mudou tudo ficou. Mais Que Pai e Filho | Rick & Victor to stream in hi-fi, or to download in True CD Quality on 3deko.info Confessando baixar track Rick & Victor. Rick e Victor - Mais Que Pai e Filho (Letras y canción para escuchar) - Pai estou aqui pra dizer que valeu / Olha o quanto o seu filho cresceu / Pai olha seu.

Nome: confessando rick e victor
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: MacOS. iOS. Windows XP/7/10. Android.
Licença:Somente uso pessoal
Tamanho do arquivo:47.49 MB

VICTOR E BAIXAR RICK CONFESSANDO

O seu cabelo, hum Steve Baron. Pessoas maduras reconhecem seus temores, mas se recusam a permitir que eles as mantenham cativas. Às vezes, faço e falo coisas que prejudicam meu cônjuge ou algum amigo, e isso provoca um efeito nocivo em nosso relacionamento. Expliquei o conceito de "equilíbrio da balança da justiça" aos dois: — Quando Janet ficou sabendo de seu vício relacionado à pornografia, foi como se a balança que mantém o casamento equilibrado quebrasse. Durante semanas, Strand e seu grupo perseguiram os Abutres em busca de vingança. Agora me sinto mais esperançosa sobre o futuro de nosso casamento. Amassou foi é tudo! Rick inicialmente planeja mandar Randall embora, porém Shane discorda. Vou vender as ações e lhe dar a metade dos lucros. Parecia que nada daquilo que eu dizia era suficiente: eu sempre estava errada.

Mais Que Pai e Filho | Rick & Victor to stream in hi-fi, or to download in True CD Quality on 3deko.info Confessando baixar track Rick & Victor. Rick e Victor - Mais Que Pai e Filho (Letras y canción para escuchar) - Pai estou aqui pra dizer que valeu / Olha o quanto o seu filho cresceu / Pai olha seu. Download Grátis Cd Rick Renner e Victor – Mais que Pai e Filho Rick+ Renner+Victor+Mais+Pai+Filho. Conheça Confessando 2. Venha ouvir Mais Que Pai e Filho, Eu, Ela e Deus, Quando Paro Pra Te Olhar e muitas outras músicas!. 1 confessando 2 seus olhos 3 os versos e os corações 4 não deu pra te esquecer 5 não me rick e victor (mais que pai e filho) download.

Para mim, isso é muito importante. Seja da parte de um colega de trabalho ou de um membro da família, Jim quer ver mudanças, embora esteja disposto a esperar por elas. De fato, mudanças de comportamento levam tempo, e é possível que, no meio do processo, haja alguma recaída. Falaremos sobre isso mais adiante. O problema é que muitas de suas piadas eram de gosto duvidoso e causavam constrangimento à esposa, Betty.

Por isso é que as pessoas riem tanto". Craig estava disposto a dizer: "Sinto muito se a ofendi. Em meu consultório, Craig usou o seguinte argumento a seu favor: "Ninguém além dela acha minhas piadas de mau gosto". O fato de que seu jeito de ser magoava a esposa e criava uma enorme barreira emocional entre os dois deveria ser suficiente para promover mudanças na vida daquele homem.

Eu me arrependi de minha insensibilidade diante das necessidades de Karolyn quando descobri que a principal linguagem do amor na vida de minha esposa eram os atos de serviço. Passar o aspirador é uma espécie de dialeto especial que ela adora ouvir. Prefiro viver com uma mulher cujas reservas de amor estejam sempre bem abastecidas. Por causa disso, meu arrependimento era um preço muito pequeno, se comparado com o privilégio de viver ao lado de uma esposa feliz.

Além das palavras: mudança real O segundo passo na estrada do arrependimento é desenvolver um plano de mudanças. Ele tem problemas com a bebida. Outra mulher com quem conversei disse: "Quando ele queria me seduzir, costumava oferecer flores e pedir desculpas.

Ele falou primeiro: "Estamos passando por problemas em nosso casamento". Rick explicou que, depois de ler As cinco linguagens do amor, um ano antes, percebera que as linguagens com as quais mais se identificava eram o toque físico e o tempo de qualidade.

Ele continuou a relatar seu caso, tendo a esposa ao lado. Parecia ser mais casada com elas que comigo. Nada mudou até agora. Foi como se nem mesmo tivéssemos conversado. Olhei para Rita, que estava bem perto de mim. Depois desafiei Rita a sentar para conversar com Rick por quinze minutos nas noites de segunda, quarta e sexta, quando falariam sobre seu dia. Disse a ela que pensasse em outras maneiras de usar a linguagem do tempo de qualidade e pedi que voltasse a ler aquele capítulo do livro.

Nela, Rick dizia: Dr. Fez a maior diferença do mundo. Rita levou seu plano a sério. Tornou-se extremamente fluente no uso de minhas linguagens do amor. Sou um homem feliz, e só queria que o senhor soubesse da diferença que fez em meu casamento. Certa noite, por estar com raiva e contrariado, ele repreendeu de maneira muito severa nosso filho de quatro anos. O menino estava levando Chet ao limite.

Ela comentou: Tive receio de ser forçada a proteger meu filho do próprio pai. Disse a Chet que precisava ouvir um pedido de desculpas. Ele disse: "Sinto muito, mas Aí começou a falar sobre como nosso filho estava se comportando, e que esse teria sido o motivo de sua raiva. Queria que ele percebesse quanto assustara a criança e a mim. Ela também queria o compromisso dele em cumprir esse plano. Talvez tivesse deixado tudo passar, por maiores que fossem a raiva e o sofrimento que eu sentia. Identifiquei minha carência e ele a supriu.

Arrependeu-se totalmente e reconheceu que estava errado. O menino disse a ele: "Papai, fiquei com muito medo de você". Ele perguntou: "Você pode perdoar o papai? E meu filho respondeu: "Sim". É uma maneira de manter aquelas coisas sempre frescas na mente. Sinto-me mais propenso a promover as mudanças se estou o tempo todo atento àquilo sobre o que devo agir de maneira diferente. Por exemplo, vou passar a dizer: "Estou zangado" em vez de: "Você me deixa zangado".

Seguir o planejamento evidencia à parte ofendida a sinceridade de seu pedido de desculpas. Pequenas mudanças, grandes diferenças A esposa de Joel, Joyce, era muito encrenqueira. Para Joel, tudo o que a esposa dizia soava negativo, enquanto ela discordava de tudo o que ele falava. Em nossas sessões de aconselhamento, ficou evidente para mim que, para Joyce, o mundo era na base do preto ou branco. Ela tendia a classificar as coisas apenas como "boas" ou "ruins", "certas" ou "erradas".

Portanto, se ela discordasse de alguma idéia de Joel, ele estava "errado". Muitas coisas da vida se enquadram nessa segunda categoria. É importante aprender a discordar sem condenar. Outro fato é que as pessoas possuem entendimentos diferentes sobre as coisas que as cercam. Joyce concordava que, ao compartilhar suas opiniões, deveria começar as frases com algo assim: "Minha maneira de ver esse assunto é a seguinte Caroline procurou-me Jennifer para pedir aconselhamento. Desde os 22 anos, estava casada com um atleta profissional muito atraente chamado Chris.

Logo depois do nascimento do primeiro filho, o marido começou a ter um caso com uma mulher mais jovem. Quando Caroline o confrontou para falar sobre a amante, ele admitiu o erro e disse que gostaria de consertar o estrago que provocara no casamento.

No fim das contas, Chris se dispôs a mudar tudo de maneira radical. Além disso, se esforçou para recuperar a confiança da esposa, passando a dizer aonde ia e permitindo que ela tivesse acesso à sua agenda de telefones e às mensagens eletrônicas que recebia.

Ela o perdoou e, cinco anos depois, o casamento se tornou muito sólido. Nunca duvidei da sinceridade do compromisso que ele assumira.

Eu me sinto amada por Chris. Para comemorar mais um ano de casamento, David tentou organizar um programa especial para Anna. Ele a levaria a um lugar muito bom. O marido fez a reserva, mas como o hotel estava cheio por causa de uma festa de casamento, teriam de ser instalados em outro local. Nem preciso dizer que fiquei muito chateada". Felizmente, ele percebeu o erro que acabara de cometer e pediu desculpas. Anna acreditou no esforço que o marido fez para mudar.

Foi essa atitude que convenceu Anna da honestidade do marido. Jane e Paula eram amigas desde o tempo do ensino médio. Elas decidiram morar juntas quando começaram a cursar a universidade. Na faculdade, porém, isso mudou.

Paula, por sua vez, era mais introvertida. Paula sempre recusava antes mesmo que Jane terminasse de fazer o convite. Mesmo assim, ficava cada vez mais melindrada pelo fato de a amiga ter uma vida social muito mais intensa. Certa noite, todo o ressentimento de Paula veio à tona. Jane ficou muito magoada com aquele desabafo, e as duas ficaram sem se falar por alguns dias. Jane queria aceitar as desculpas de Paula — nem que fosse em nome da harmonia entre as duas companheiras de alojamento.

Mas ficava pensando: "Paula falou tudo isso agora. E se continuar agindo dessa maneira? E quando fracassamos?

Por mais sinceros que sejam nossos esforços, é natural que se cometam erros no caminho. Jeff perdeu o emprego, que representava metade de nossa renda. Nesse período, ameaçou me abandonar. Depois ele me pediu desculpas pelas ameaças que fizera.

E CONFESSANDO VICTOR BAIXAR RICK

Disse que sabia ser uma idéia ridícula e sentia muito por aquilo tudo. Disse que tentaria nunca mais repetir aquele erro. Por cerca de um mês, ele se saiu muito bem. Fiquei extremamente insegura, e disse a ele que estava magoada demais com tudo o que estava acontecendo. No dia seguinte, novo pedido de desculpas. Pediu-me que orasse por ele e se comprometeu a nunca mais falar em me deixar de novo. Na verdade, agora tem um bom emprego e estamos indo muito bem.

É um ótimo marido. O segredo é estar sempre pronto a admitir as falhas, levantar, sacudir a poeira e seguir em frente. Aquilo me magoava muito. Ele sabia de meus defeitos antes de casar comigo, e esse problema nunca pareceu aborrecê-lo. Conversei francamente com Steve sobre o assunto e falei como aquilo me magoava e constrangia.

Disse a ele que estava pronta para procurar um conselheiro e ver se conseguia alguma ajuda com aquele problema. Dois meses depois, eles estavam de férias, viajando pelo Grand Canyon. Steve foi apreciar o panorama e se aproximou muito da borda do despenhadeiro. Pediu a Judy que se aproximasse. Agora estamos seguros, com os pés sobre uma grande rocha. Antes que Judy pudesse reagir, Steve percebeu o que acabara de dizer e se corrigiu. Nem acredito que disse isso". Erga-se e tente de novo Quando, em meio aos esforços empreendidos para promover mudanças pessoais, saímos do trilho, devemos admitir nossa falha quanto antes.

Erga-se e tente de novo. Um dos doze passos dos AA é: "Admitimos perante o Poder Supremo, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas". Ela tentava construir uma estrutura com bloquinhos de Lego. A certa altura, tudo caía. Você entende o que isso quer dizer? Ela balançou a cabeça afirmativamente e continuou a trabalhar em seu projeto.

Mais tarde, ainda naquele dia, eu tentei abrir um pote de vidro, mas estava bastante difícil. Ri muito junto com ela. Tentei mais uma vez, agora com sucesso. Thomas Edison fracassou muitas vezes antes de inventar a lâmpada incandescente.

Babe Ruth, um dos maiores jogadores de beisebol dos Estados Unidos, errou muito mais bolas do que rebateu. Os velhos padrões de comportamento demoram muito para desaparecer, mas só conseguimos ser bem-sucedidos se trabalhamos continuamente nas mudanças pessoais.

Veja isto: NBR 15421 BAIXAR

Por isso lhe faço este pedido: vamos conversar a respeito? Bob ficou chocado, mas achou que era um bom momento para esclarecer algumas coisas. Conforme Anne falava, ficava claro que ela percebera que os elogios do marido haviam sido substituídos por críticas constantes.

Download CD Rick e Victor – Mais Que Pai e Filho (2010)

Ele começou a dirigir à esposa muitos elogios e, em seguida, afirmou: "Eu a amo de verdade. Por isso, a falta de elogios por parte de Bob havia esvaziado a reserva de amor da esposa.

Quando ele percebeu o que estava acontecendo, reconheceu que vinha se comportando de maneira excessivamente crítica nos meses anteriores. Ela propôs que ele guardasse aquelas críticas para mais tarde, quando os dois poderiam sentar com calma e conversar a respeito de cada problema.

Anne disse: "Isso seria maravilhoso". Acho que eu era mais alienado do que podia imaginar. Ela sorriu, disse que gostara de ouvir aquilo e me deu um beijo. Ele só tem dois anos. Além disso, o cachorro do vizinho estava lambendo o rosto dele. Anne respondeu: — Eu nem sabia que ele estava brincando no quintal. O que você estava fazendo enquanto isso? Era como se as palavras positivas soassem como hipocrisia.

Insistiria em cultivar aquela amizade e continuaria tentando fazer a venda. Se era assim no trabalho, por que deveria desistir de melhorar as coisas em meu casamento? Naquela noite, voltei para casa e disse a Anne que a amava demais, e que sentia muito por ter permanecido em silêncio total nos dois dias anteriores. Pode parecer algo meio forçado, mas me ajudou a focar naquilo que precisava ser feito.

Até agora, tem dado muito certo. Acho que só vacilei uma vez esta semana. Um mês depois, vi Bob e Anne novamente e descobri que as coisas estavam muito bem encaminhadas entre os dois. Ela comentou: Agora a coisa é muito diferente. Eu me sinto amada de novo. De qualquer forma, estou feliz em ver as mudanças na vida de Bob. Gosto muito do jeito que ele fala comigo hoje em dia, e isso nos permite trabalhar outras coisas que o chateavam antes. Acredito que estejamos fazendo um bom progresso em nosso casamento.

O esforço do insistente Bob foi recompensado. Com isso, o pedido de desculpas acabou caindo no vazio. Você pode se valer das seguintes declarações. Que tipo de mudanças você gostaria de ver em mim e que tomariam as coisas melhores para nosso relacionamento? Você estaria disposto a me ajudar, alertando-me quando eu tiver uma recaída! É só dizer: "Errou". O que preciso fazer para recuperar sua confiança? É possível que eu fracasse de vez em quando, e isso pode lhe causar algum sofrimento.

Eu ficaria muito grata se você me ajudasse a pensar em como garantir que as mudanças sejam permanentes e me incentivasse ao me ver fazendo coisas que ajudem nesse processo. Posso contar com você para ser meu companheiro nessa jornada? Ela se dava bem com todas as colegas de serviço.

Com o maior cuidado, perguntei o que aquela pessoa queria ouvir de mim". Por isso, pergunto agora: você pode me perdoar, por favor? As duas começaram a rir, e tudo voltou ao normal entre elas.

Ela sabia que eu e o dr. Era o que ela esperava ouvir de você. Adorei essa história. Angie e Martin estavam casados havia nove anos quando ela descobriu que ele mantinha um caso com uma mulher do escritório em que trabalhava. Angie colocou Martin diante de uma escolha: ele teria de sair de casa em uma semana ou acabar com o caso e concordar em procurar um conselheiro.

Você decide. Cerca de uma semana depois, ele voltou e disse que queria restaurar o casamento. Também afirmou estar disposto a acabar com o relacionamento extraconjugal. Ele disse que sente muito, e eu até acredito que o caso que mantinha com Brenda tenha chegado ao fim. É isso que quero fazer. Ele balançou a cabeça. O que ela precisa ouvir é a frase: "Por favor, me perdoe pelo que fiz". Angie estava pronta para perdoar. Na verdade, era tudo o que ela queria fazer, mas precisava ter certeza de que o marido reconhecia a necessidade de pedir desculpas.

Em contrapartida, também ficava evidente que Martin tinha muita dificuldade em dizer aquelas palavras. Ele admitia o problema. Ela deseja que nosso relacionamento seja autêntico. Sei que Nancy valoriza nosso relacionamento mais que tudo na vida. Quando se comete um ato ofensivo ou prejudicial, cria-se imediatamente uma barreira emocional entre duas pessoas. É possível até que tenha agido daquela maneira para brincar com a outra pessoa.

Mas acontece que causou uma ofensa ou um prejuízo. Agora essa pessoa ofendida ou prejudicada tem algo contra você. Esse erro cometido criou um espaço entre os dois.

VICTOR E CONFESSANDO BAIXAR RICK

Conheci Alma em Tucson. Meu filho de dois anos diz que sente muito o tempo todo, mas, quando digo que deve pedir desculpas, ele arregala os olhos e engole em seco porque sabe que a coisa é séria.

Pedir desculpas é assumir o erro. Até uma criança de dois anos sabe disso. Você admitiu que errou; demonstrou arrependimento; se prontificou a reparar os danos. Você tem medo de quê?

Lembra-se de como Martin tinha dificuldade para pronunciar as palavras "por favor, me perdoe" diante de Angie? Subconscientemente, isso era difícil demais para ele.

Hamilton Beazley, acadêmico da St. O raciocínio deve ser mais ou menos este: Sei que morro de medo de ser rejeitado. Pessoas maduras reconhecem seus temores, mas se recusam a permitir que eles as mantenham cativas. Ao longo da vida, essa pessoa tenta fazer as coisas certas. Quando consegue, sente-se bem-sucedida. Admitir um erro é, para ela, o equivalente a dizer "sou um fracasso".

O maior temor de alguém assim é fracassar. Assumir um erro no relacionamento é o mesmo que admitir um fracasso. Prefere dizer: "Só estou tentando fazer você entender a verdade".

O primeiro passo é reconhecer esse temor, primeiro para si, admitindo: Esse é um de meus temores. Mas sei que ninguém é perfeito, nem mesmo eu. Às vezes, faço e falo coisas que prejudicam meu cônjuge ou algum amigo, e isso provoca um efeito nocivo em nosso relacionamento.

Entendo que cometer um erro, dizer ou fazer algo que prejudique outra pessoa é normal, e acontece com todos. Como palestrante convidada de uma das aulas do dr. Conforme você falava, percebi que eu e ele estamos usando linguagens diferentes. Preciso que ele me diga: "Por favor, me perdoe".

Depois de um tempo, ele dizia: "Bem, eu disse que sentia muito. Por que você continua aborrecida com isso? Mas agora consigo! Estou muito feliz por ter assistido à aula desta noite. Medo de perder o controle. Subconscientemente, podemos ter dificuldade de fazer isso. Medo de fracassar. Para as pessoas que sofrem com esse temor, reconhecer o erro equivale a dizer: "Sou um fracasso".

Lembro-me da noite em que Jennifer deu a palestra que acabou de mencionar. Nossa pesquisa mostrou muitas pessoas que esperavam, ou mesmo exigiam, que a parte prejudicada esquecesse a ofensa e tocasse a vida. Uma esposa afirmou: Ainda consigo ouvir aquilo, como se fosse um eco. Ouvi isso centenas de vezes durante nossos 25 anos de casamento. Ele insiste: "Eu disse que sinto muito. O que mais você quer? Eu só queria que, pelo menos uma vez, ele olhasse em meus olhos e dissesse: "Por favor, me perdoe".

E desconsiderar a ofensa, de maneira que a confiança seja restabelecida. É, fundamentalmente, um presente, e quando exigimos um presente ele deixa de sê-lo. Passo a ser a pessoa que se curva diante do trono e pede desculpas por ter prejudicado o próximo.

Sei que, se ele atender meu pedido, me torno alvo de sua misericórdia, seu amor e sua graça. Como afirma um antigo provérbio chinês: "quando se curvar, curve-se bem". Enquanto isso, sua maior virtude deve ser a paciência. Sei que falei muito alto e usei palavras rudes. Foi um erro grande de minha parte, e quero pedir desculpas. Você tem todo o direito de nunca mais falar comigo, mas sinto muito mesmo pelo que fiz.

Percebo agora, e vejo que minhas atitudes estavam erradas, embora meu intuito fosse apenas me divertir. Acontece que se divertir às custas do sofrimento do outro é errado. Prometo que tentarei nunca mais fazer isso. E também quero pedir que me perdoe, por favor. Meu marido, J. Para ele, o rigor é de importância fundamental. Assim, ele conseguia ouvir e compreender melhor meu remorso pelo erro cometido. Meu marido precisa ter certeza de que aceitei a responsabilidade pelo ato.

Preciso que J. Quero ouvi-lo dizer: "Sinto muito". Foi o caso de Jim, da cidade de Dayton, no estado de Ohio. Essa também era a filosofia de vida de meu pai. Por isso, acho que também nunca fui muito bom nesse negócio de pedir desculpas. Trata-se de um conceito novo para mim. Mas devo admitir que gostaria muito se minha esposa se desculpasse por me magoar tanto. Nunca imaginei que ela um dia fosse capaz de olhar para outro homem, muito menos ir para a cama com ele.

A esposa de Jim cometera adultério, e ele, naturalmente nem poderia ser de outra forma , rejeitava a filosofia do pai, esperando um pedido de desculpas da parte da esposa por ter quebrado os votos do matrimônio.

Eu Gary perguntei a ele o que considerava um pedido de desculpas sincero. Mais importante que qualquer outra coisa é que ela ponha um ponto final nesse relacionamento extraconjugal. Primeira pergunta: "O que espero que a pessoa faça ou diga? Quero que ele reconheça que errou. Como ele foi capaz de esquecer? E também seria ótimo se ele tentasse planejar alguma coisa para compensar o que fez, algo que ele imaginasse sem eu ter de pedir. Segundo, deseja que ele admita que errou.

Finalmente, para fazer as pazes, gostaria que ele fizesse alguma coisa que compensasse o erro que cometeu. Ela queria ouvir Bill dizer: "Percebo que a magoei demais.

RICK BAIXAR CONFESSANDO E VICTOR

Sinto muito mesmo". Seis meses antes, Greg recebeu uma dica financeira de um dos colegas de trabalho e fez um ótimo investimento que deu muito lucro em pouco tempo.

Qualquer um investiria num negócio bom como esse. Havia uma barreira entre os dois. Encontrei-os por acaso durante uma partida de beisebol. Ao me verem, foram falar comigo: — O senhor é conselheiro. Talvez possa nos ajudar com um problema que estamos enfrentando. É isso que me magoa mais. E é possível que eu me oferecesse para limpar a camisa dessa pessoa. Greg olhou para Kevin e disse: — Amo você, cara, e deveria ter lembrado de você no dia em que recebi aquela dica.

Vou vender as ações e lhe dar a metade dos lucros. Os dois se abraçaram, e fiquei feliz por ter ido ao jogo naquele dia. Essa atitude foi a cereja em cima do bolo. Veja o que diz Mary, de Green Bay, em Wisconsin: Quando peço desculpas a alguém, quero ter certeza de que essa pessoa saiba que "sinto muito". Você é bilíngüe? Ao se perguntar qual das duas é mais importante, a resposta que ouve na mente é: "Bem, as duas se equivalem em importância para mim".

Se isso acontece, é possível que você seja bilíngüe. Contudo, via de regra, uma delas sobressai. Nesse caso, o que ficou faltando? Você age como se pudesse dizer o que bem entende e tudo bem, pois "é só brincadeirinha". Estou cansada de suas brincadeiras. Trata-se da segunda linguagem.

A terceira pergunta é um pouco mais acadêmica e pode ser feita em local mais neutro, num momento em que ninguém provocou nenhum tipo de ofensa. Um colega de trabalho fez essa pergunta a William, um executivo de 53 anos. Sua resposta foi: "Para mim, a parte importante de um pedido de desculpas é mostrar à pessoa que você se sente muito mal porque aquilo que fez ou deixou de fazer a magoou". Espero que possa me perdoar e me dar outra chance. William abraçou a filha.

Eu me sentia péssimo por ter vacilado com ela e tentei demonstrar isso. O que faltou? Quando sentir que ofendeu ou prejudicou alguém. Quando você pede desculpas a alguém por algo que fez e magoou essa pessoa, que parte do processo considera mais importante?

Em seguida, faça uma lista das outras quatro, por ordem de importância. Você também pode fazer a lista das outras quatro, por ordem de importância, se desejar. Cada uma das cinco linguagens também possui seu mérito. A partir daí, é possível usar as outras quatro e, com isso, crescer no conceito emocional dessa pessoa. Nosso desejo é que este livro possa ajudar você a ser mais eficiente na hora de pedir desculpas toda vez que perceber que prejudicou ou ofendeu alguém.

Um homem fez essa pergunta à esposa, que respondeu: — Mais ou menos sete. Ele insistiu: — O que devo fazer para conseguir uma nota dez? Veja o que ela disse: — Eu até acredito que você esteja sendo sincero. Vou lhe dizer uma coisa: sei que errei. Assumo total responsabilidade sobre minha atitude. Um homem de Bakersfield, na Califórnia, disse o seguinte: "Sei que errei, mas ela também sabe.

Na verdade, foi por culpa dela que tudo aconteceu. Por que devo pedir desculpas se foi ela que causou todo o problema? O problema com esse jogo de empurra é que a expectativa média de vida de homens e mulheres no Brasil é de pouco mais de setenta anos.

Conheci casais que passaram trinta anos morando na mesma casa, mas viviam como estranhos porque tanto o marido quanto a mulher esperavam que o cônjuge desse o primeiro passo para pedir desculpas e fazer as pazes.

Ele disse: Nem lembrava mais qual era o motivo da briga. O que vendeu alegava: "Eu falei a verdade sobre o estado do carro". Parecia que nada daquilo que eu dizia era suficiente: eu sempre estava errada. Instalei um identificador de chamadas no meu telefone, por isso conseguia saber quem estava ligando para mim. Tudo o que ela sempre fez na vida foi me condenar. Era melhor nem conversar com ela. A filosofia de gente como esse atleta é mais ou menos assim: "Você vacilou comigo, e agora vai pagar por isso.

Nem pense que vou pedir desculpas pelo que fiz. Trata-se do famoso "bateu, levou", uma forma desprezível de levar a vida, mas que muita gente adota.

A seguir, relataremos algumas coisas que ouvimos ao elaborar esse estudo. Por isso, acabei aceitando o fato de que nunca conseguirei convencê-lo.

Rick & Victor – Mais que Pai e Filho

Jamie, que vive em Spokane, comentou: "Meu marido raramente pede desculpas. Para ele, é muito difícil admitir que comete erros".

Martha, da cidade de Bangor, no Maine, afirmou: Meu marido é uma pessoa que fala pouco. Nem consigo me lembrar de alguma vez na vida em que ele tenha pedido desculpas por alguma coisa. A família dele nunca resolvia os problemas que enfrentava. Muita coisa foi jogada para baixo do tapete. Eu me sinto como se nosso relacionamento fosse uma grande hipocrisia.

As mulheres também podem se recusar a dizer "sinto muito". Com freqüência encontramos pessoas cuja consciência foi treinada para jogar a culpa dos erros que elas cometem sobre os outros.

Na verdade, trata-se de gente insensível, pois é incapaz de reconhecer os próprios deslizes. Auto-estima em baixa — como resolver A consciência insensível costuma andar de braços dados com a baixa auto- estima. Esses mesmos pais podem enfrentar um problema sério de comprometimento da auto-estima.

Eles costumam culpar os filhos por todo tipo de problema que a família enfrenta. Por sua vez, aqueles que procuram esconder ou justificar seu comportamento ruim quase sempre perdem o respeito dos outros. Aqueles que passam por esse ciclo negativo, porém, encontram dificuldade de compreender essa realidade. Expliquei o conceito de "equilíbrio da balança da justiça" aos dois: — Quando Janet ficou sabendo de seu vício relacionado à pornografia, foi como se a balança que mantém o casamento equilibrado quebrasse.

Ela se sentiu muito mal, triste, sozinha, com raiva e medo. Janet continua se sentindo muito magoada e assustada. Completei minha analogia dizendo: — Janet precisa de ajuda para remover os contrapesos que levaram o lado dela da balança até o fundo. Você estaria prestando um grande serviço a ela e ao casamento se tivesse a conversa honesta e detalhada, mesmo que tema o resultado. Parecia que uma luz tinha acabado de acender dentro de sua mente. Ele concordou em tentar fazer um pedido de desculpas mais detalhado em casa, e na semana seguinte me apresentaria um relato a respeito disso.

O casal voltou uma semana depois, e os dois pareciam ter se livrado do peso que os oprimia. Disse a ela que sentia muito pelo fato de nossos filhos terem encontrado essas revistas e pelo prejuízo emocional que deve ter causado a eles. Por fim, falei com Janet: — Como você se sentiu ao ouvir o que Dave tinha para lhe dizer? Agora me sinto mais esperançosa sobre o futuro de nosso casamento.

Dave completou: — Por muito tempo acreditei naquela mentira segundo a qual "quanto mais se fala de um problema, mais complicado é para resolvê-lo". Gary e eu recomendamos-lhe que busque o aconselhamento de um profissional caso esteja incluído em uma destas categorias: baixa auto-estima, insensibilidade ou tendência de jogar a culpa dos problemas sobre os outros.

Isso tudo tem a ver com o histórico pessoal e com o que aprendemos tanto na juventude quanto na vida adulta. Para mim, parece coisa de gente fraca. Acho que é assim que um homem de verdade deve agir. Por causa disso, no dia do funeral, encarei uma tremenda ressaca. Nem lembro muito de como foi a cerimônia. A morte dela me deixou muito abalado. Acho que eu estava tentando afogar minha tristeza, mas bebi muito além da conta.

Ela sempre me dizia para evitar os excessos com a bebida.

Mais Que Pai e Filho

E suponhamos que você tivesse uma chance de conversar de novo com ela. O que diria? Gostaria muito de voltar no tempo e reviver aquela noite. Coloquei meu braço sobre os ombros de Carl e disse: — Você percebeu o que acabou de fazer?

Ele balançou a cabeça, concordando. E me sinto muito bem. O senhor acha que ela conseguiu me ouvir? Homens de verdade também pedem desculpas.

Você é um homem de verdade, Carl. Demonstrou isso hoje. Nunca esqueça disso. Nem é preciso mesmo ser perfeito para que um casamento dê certo. Essa foi uma das coisas mais importantes que aprendemos naquele dia, assim como as cinco linguagens do amor. Os dois conceitos nos ajudaram muito no casamento. Ele até lava e dobra as toalhas. Carl balançou a cabeça. Em seguida, comentou: — Nunca imaginei que faria isso. Ainda assim, aprendi a fazer as duas coisas.

Meu desejo era que o casamento desse certo. Ambos queremos envelhecer um ao lado do outro. É por isso que viemos aqui hoje: para uma aula de reforço. Esperamos aprender coisas novas. Assumir a responsabilidade Marsha reconhecia que era difícil usar a linguagem do marido, ou seja, aceitar a responsabilidade pelo erro cometido. Mais complicado ainda era dizer aquela palavra: "Errei". Eles nunca me ensinaram a pedir desculpas também. O que eles sabiam fazer bem era me motivar. Busque a excelência.

Alcance seu potencial". De fato, eu disse em voz alta: "Errei. Mas ainda é muito difícil dizer, e mais complicado ainda admitir. Cada sílaba pronunciada fazia-me sentir como se me tivessem passado cola na boca. O interessante é que me senti muito bem depois de reconhecer meu erro, como se tivesse tirado um peso dos ombros. No entanto, depois de adulta, ela estava disposta a reconhecer que suas palavras e seu comportamento nem sempre demonstravam carinho e amor.

E isso começou a fazer grande diferença na qualidade do relacionamento do casal. Às vezes cometo erros. De vez em quando digo e faço coisas que causam sofrimento aos outros. Por isso, aprenderei a dizer essas palavras. Leia isso em voz alta. Faça isso quando estiver só, e em voz alta.

Sou imperfeito, por isso as vezes digo ou faço coisas que magoam ou prejudicam os outros. Quando escolho reconhecer que sou humano, que desejo aceitar a responsabilidade pelos erros que cometo e que pedirei desculpas a alguém usando a linguagem dessa pessoa, significa que estou fazendo progresso. Mas quando digo que vou tentar mudar, tenho certo receio de que esteja decretando meu próprio fracasso, e isso comprometeria ainda mais o relacionamento.

Assim fica difícil acreditar que esteja sendo sincero. Essa iniciativa conduz ao sucesso. Algumas se desculpam o tempo todo porque fazem ou dizem coisas que causam dor e sofrimento a outras com freqüência. Jordan fez este relato: Tenho mais experiência nesse negócio de pedir desculpas do que minha esposa. Isso acontece porque estou dando tiro no pé o tempo todo. Sou uma pessoa muito extrovertida, e às vezes isso me mete em confusões. Digo coisas sem pensar, e depois percebo que fiz minha esposa ou algum colega de trabalho sofrer.

Por isso, vivo me desculpando. Mas ele logo pede desculpas. Eu só queria que ele aprendesse a parar de fazer bobagens. Eles aprenderam a lidar com sua deficiência dessa maneira: pedindo desculpas o tempo todo, sem restrições. Uma alternativa mais satisfatória e duradoura para essas pessoas seria assistir a aulas sobre como desenvolver habilidades que melhoram o relacionamento, procurar aconselhamento pessoal ou ler livros que falem dos fundamentos que norteiam as relações positivas entre as pessoas.

Lucy é uma mulher solteira de 35 anos. Ela disse: Geralmente acho que tudo o que acontece é por minha culpa — no trabalho, em casa e em todos os meus relacionamentos.

Acho que nunca me senti bem na vida. Mas sempre acho que sou um fracasso total. Patrícia vive em Phoenix. Ela e Dave se aposentaram bem cedo e mudaram de Michigan para viver num lugar de clima mais quente. Acho que o problema dele tem a ver com auto-estima baixa. O que ouço é apenas: "Sinto muito, sou um paspalho. Nem sei o que dizer". Nunca tive a oportunidade de conversar com o marido de Patrícia, mas me pareceu que o problema dele poderia estar relacionado ao comprometimento da auto-estima causado por alguma experiência na juventude.

O caminho rumo a um relacionamento melhor provavelmente passaria pelo acompanhamento de um conselheiro, com quem Dave aprenderia a lidar com a auto-imagem e a formar um novo conceito de sua identidade.

Para elas, é muito mais cômodo pedir desculpas, assumir a culpa e torcer para que tudo volte logo ao normal. Veja a seguir alguns exemplos que destacamos de nossas pesquisas, envolvendo pessoas que se incluem nesse grupo.

E VICTOR RICK BAIXAR CONFESSANDO

Calvin vive na cidade de Nova York. Era raro ver meus pais brigando por causa de alguma coisa. Eu me sentia muito bem quando verbalizava minhas confissões e era perdoado.

Fiz a seguinte pergunta a Suzanne: — Quem é melhor nesse negócio de pedir desculpas: você ou seu marido? Ele quer que vivamos em paz, por isso costuma ser quem toma a iniciativa. Denise só se sente à vontade quando um dos dois pede desculpas ao outro.

Por isso ela se dispõe a se desculpar até mesmo quando o culpado pelo problema sou eu". Don acha essa atitude da esposa muito irritante. Uma paz que leva ao ressentimento Pessoas como essas e milhares de outras desejam manter a paz a qualquer preço. Vivem nas imediações de Williamsburg, no estado da Virgínia.

Ela contou o seguinte: Sou a pessoa que mais pede desculpas em nosso casamento. Esse tipo de ressentimento represado costuma criar distanciamento emocional entre as pessoas. Ela é capaz de destruir a calma de um relacionamento. Acaba de aparecer uma rachadura em seu reservatório de amor.

VICTOR E CONFESSANDO BAIXAR RICK

Vamos lutar por você! Por dentro, o que você mais deseja é dizer a esses soldadinhos: "Atacar! Afinal, você valoriza esse relacionamento. Aí a raiva diminui e o relacionamento se torna ainda mais sólido. Era tudo verdade, e a coisa ainda é pior do que se podia imaginar. A pessoa quis mesmo prejudicar você. Ela o magoou ou humilhou.

Usou palavras rudes, foi insensível e desrespeitoso. Aquela ofensa agora se tornou uma barreira emocional entre você e ela. A pessoa grita com você, e você grita com ela. Ela provoca, você também. Ela diz alguma coisa desrespeitosa, você responde no mesmo tom. Por sermos todos imperfeitos, às vezes deixamos de tratar os outros com amor, dignidade e respeito. Por isso, vamos analisar como funciona a arte de perdoar.

Por exemplo, o salmista afirma: " Em outra passagem, a Bíblia diz: " Isso quer dizer que a ofensa é deixada de lado e aquele que cometeu o erro pode voltar a participar da vida daquele a quem magoou. Um modelo divino Esse ciclo pode ser identificado com clareza no relacionamento de Deus com as pessoas.

Por isso, o autor logo complementa o texto, afirmando que "o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor". A partir do momento que fazemos isso, passamos a sentir o abraço caloroso de nosso Pai celestial. Voltamos a caminhar tendo por companhia o próprio Deus. Ele nos perdoou porque Cristo pagou o preço definitivo pelos nossos erros. Dessa maneira, nossa capacidade de perdoar vem do próprio Deus. É sempre adequado dizer: "Senhor, me ajude a perdoar".

Se pecar contra você sete vezes no dia, e sete vezes voltar a você e disser: 'Estou arrependido', perdoe-lhe". Além disso, Deus é o juiz definitivo. O próprio Jesus deu exemplo. Ele se preocupa com a justiça mais que você. Palavras duras ou atitudes destrutivas devem ser reconhecidas diante de Deus e da pessoa contra quem foram dirigidas.

Para falar a verdade, isso é o que mais acontece, e foi o que nos motivou a escrever este livro. Para meu filho, isso é um pedido de desculpas. Só que, para mim, deixa muito a desejar. Queria ouvi-lo dizer: "Errei. Você pode me perdoar por isso?

Mas ele sempre fica no "sinto muito".

Antigamente, eu o perdoava na maioria das vezes. Mas sempre questionava a sinceridade de meu filho. Ao fazer isso, podemos estar incentivando-a ao mau comportamento. Mudaram para uma cidade diferente, por isso venderam uma casa para baixar outra duas vezes. Ben mudou de emprego, os pais dele se separaram e o pai ameaçou cometer suicídio. Paralelamente, o casal resolveu iniciar um ministério com pessoas solteiras na igreja que freqüentava.

Foi o que fiz. Raciocinei da seguinte maneira: depois de tudo o que havíamos passado, qualquer um dos dois poderia cometer um erro. No entanto, um ano depois ele começou a me enganar com outra mulher. Dessa vez fui muito dura com Ben, e ele teve de arcar com as conseqüências. Oito anos se passaram e, sem que eu soubesse, Ben continuava a manter casos extraconjugais.

Naquele momento, resolvi trocar todas as fechaduras. Lisa e Ben passaram um ano separados. Durante esse tempo, começaram a resolver os problemas que arruinaram o casamento. Estamos celebrando quatorze anos de casamento", ela contou. Fazer que uma pessoa sofra as conseqüências de seu mau comportamento é um ato de amor. Quando o erro cometido é muito grave, devemos tratar a causa para que haja mudanças genuínas e duradouras.

Quero perdoar você, mas preciso processar tudo isso". Só assim teremos capacidade de perdoar. Acontece que ela fez, e muitas outras vezes. Chegou a entrar num programa de tratamento, mas abandonou três semanas antes do fim. Diz que vai completar o tratamento. Estou cansado disso tudo. Eu me solidarizei com a luta desse homem.

Ele continuou: Eu amo minha esposa, e ela diz que me ama também. Mas como é possível? Como alguém é capaz de fazer aquilo com uma pessoa que diz amar?

É um jeito muito estranho de demonstrar amor. A confiança é aquele tipo visceral de firmeza que se tem de que a outra pessoa vai fazer exatamente o que disse que faria. É claro que a confiança envolve um aspecto cognitivo.

Na maioria dos casos, a confiança se desenvolve logo no início do relacionamento. Amigos confiam uns nos outros. You can download them as many times as you like. Download the Qobuz apps for smartphones, tablets and computers, and listen to your purchases wherever you go.

He was the leader of the Talking Heads, he recorded punk funk and South-American music, republished gems of world music, spent countless hours cycling through large cities throughout the world, and dabbled in dozens of other activities. With only three studio albums, one live album and three international tours, Lhasa de Sela left a unique mark in the history of modern popular music. Categories: All Back. See all genres Good Deals. See entire Electronic catalogue Good Deals. See entire Rap catalogue Good Deals.

See entire Soundtrack catalogue Good Deals.

Mais que pai e filho

See entire Classical catologue Good Deals. See entire Jazz catalogue Good Deals. See entire library of World music Good Deals. See entire Childrens catalogue Good Deals. Cart 0 Your cart is empty.