3deko.info

Olá, meu nome é Pablo e criei este blog para ajudar os estudantes portugueses a estudar. Carrego milhares de arquivos úteis toda semana

TRIO TERNURA O VENTO CERTO DOWNLOAD GRATUITO


Trio Ternura - O Vento Certo (Letra e música para ouvir) - O vento tá bom aqui / E eu solto pipa depois da ladeira / Não tenho pra onde ir / To sem um trampo. Trio Ternura - Kyriê (Letra e música para ouvir) - Se eu não merecer o seu amor / Juro que vou ser um sofredor / Meu Deus não quis me dar a glória de poder. Emily BRONTà A Colina dos Vendavais Tradução de Ana Maria Chaves _R_B_A -- EDITORESTítulo original: *_Wuthering Height.

Nome: trio ternura o vento certo download gratuito
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: Android. iOS. MacOS. Windows XP/7/10.
Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
Tamanho do arquivo:26.44 MB

CERTO DOWNLOAD VENTO GRATUITO O TRIO TERNURA

Isso é exatamente o que os genes fazem, e essa é a justificativa — essencialmente lógica — para destacar o gene como a unidade de "egoísmo" no sentido especial e darwiniano de egoísmo. Na pior, como um alcoólatra. É económica porque atribui a existência e a natureza de absolutamente tudo no. Mas que moralista moderno ia querer seguir seu exemplo? Que fez ele? A enorme maioria dos textos teológicos simplesmente assume que ele existe, e parte daí. Personagem oportunamente erudito, e infelizmente desprovido de duvidosas intenções, Seligman faz o intérprete que facilita o trabalho de traduzir o filme. Juiz, claramente percebi o que o menino fazia: mijava! Linton, voltando-se para mim. A ninfomania a impossibilita de exercer quase todas as atividades, mas, antes de tudo, a desvincula do sentimento. Conseguia apenas olhar para mim, com um esgar de horror e surpresa. If you own the copyright to this book and it is wrongfully on our website, we offer a simple DMCA procedure to remove your content from our site. Aparece novamente o ethos misógino, firme e forte. Arranja sempre maneira de ficar indisposto à mínima contrariedade! Mal sabia eu que uma coisa muito parecida aconteceria no século XXI. Caras, vou postar o link de single por single, é pra ajudar os caras, a banda ganha sempre que alguém baixe pelo site da tramavirtual, espero que vocês entendam. Faz jus, porém, à série de jogos de mesmo nome. Por motivos puramente políticos, o cientista de hoje em dia pode hesitar antes de dizer: "Hum, interessante essa tese. Deveria Ned mexer no controle e desviar o trem? Todos os pecadores se sentiriam infelizes no Céu.

Trio Ternura - Kyriê (Letra e música para ouvir) - Se eu não merecer o seu amor / Juro que vou ser um sofredor / Meu Deus não quis me dar a glória de poder. Emily BRONTà A Colina dos Vendavais Tradução de Ana Maria Chaves _R_B_A -- EDITORESTítulo original: *_Wuthering Height. Lyrics to 'Louvarei Na Tempestade' by PG. Tudo era tão certo / Você estaria aqui / Enchugando as lagrimas / Salvando o MEu Dia / Mas novamente eu digo. O nome Trio Ternura foi sugerido pela amiga Lilian Maria, filha de Almeida . Trilha Sonora da Novela "Rosa dos Ventos" (Sempre primavera). Você encontra os dois albúns lançados que postarei os links pra download. . Vento é dinheiro enquanto não sai por detrás e entra venta adentro (Fernando Catatau) 1. 1. . uma análise um tanto simplista, mas não desprovida de um certo fundo de verdade.” . Trio Ternura – Vê se dá um jeito nisso – LP – CBS –

O longo cabelo loiro, aos caracóis, caía em cachos de cada lado da cabeça, os olhos eram grandes e o olhar grave. É difícil imaginar como é que Catherine Earnshaw conseguiu esquecer o seu amigo de infância em prol desta personagem. Tentei dar voltas à cabeça para descobrir como é que alguém com um temperamento semelhante ao seu aspecto físico podia corresponder de alguma forma à minha imagem de Catherine Earnshaw. Esse era o seu ar normal do dia a dia. Faltava-lhe a alegria. Edgar raramente tinha coragem para visitar abertamente o Alto dos Vendavais.

Finalmente, decidiu abrir-se comigo e confessar-me tudo. Certa tarde, Mr. Hindley ausentou se e Heathcliff resolveu aproveitar a oportunidade para ter uma folga. Esmorecido estava também aquele sentimento de superioridade nele instilado desde criança pelo manifesto favoritismo do velho Earnshaw.

Resolvi ficar contigo. Terminada a frase, abeirou-se da lareira e sentou-se. Catherine reflectiu por instantes, de sobrolho carregado, e achou que era melhor preparar o caminho para a tal visita. Mas pode ser que ainda apareçam. E, se vierem, ouves das boas sem necessidade. Às vezes apetece-me fazer queixa Chega, larga-me! O que é que queres dizer com isso da queixa, Heathcliff? Os pontos marcam as tardes que passaste comigo.

Marquei os dias todos. Que grande parvoíce. Como se eu reparasse nessas coisas! Sempre que falas ou fazes alguma coisa para me distraires, pareces um burro mudo ou uma criança pateta. Era notório o contraste entre os dois amigos, naquele momento em que se cruzaram, um a entrar e o outro a sair. Tinha uma maneira de falar suave e delicada e pronunciava as palavras como o senhor, Mr. Lockwood, isto é, com menos rudeza e mais brandura do que nós. Ela aproximou-se de mim e segredou-me sorrateiramente: -- Desaparece daqui, tu e os teus espanadores!

Ele recuou, consternado. Eu aproveitei para pegar no menino e :, fui para a cozinha, deixando a porta aberta, pois tinha curiosidade em ver de que forma iriam eles resolver aquele desentendimento. Ele desviou-se e tentou passar. Catherine emudeceu. Os olhos dela começaram a brilhar, pestanejantes. Mas vai, vai-te embora, se assim o queres. Vou chorar até adoecer. Deixou-se cair de joelhos ao pé de uma cadeira e irrompeu num pranto descontrolado. O frouxo pareceu hesitar, e olhou para a janela.

Escolheu o seu próprio destino! Hindley fez Linton correr apressadamente para o cavalo e Catherine escapulir-se para o quarto. Por isso que a tornei inofensiva, para que as consequências fossem mínimas, caso ele chegasse ao ponto de puxar o gatilho.

O Hareton mostrava-se salutarmente apavorado, quer perante os brutais acessos de ternura do pai, quer perante os seus coléricos ataques de loucura, pois, se no primeiro caso, corria o risco de morrer sufocado por beijos e abraços, no segundo, via-se atirado para a lareira ou esmagado de encontro à parede.

Assim sendo, o pobrezinho deixava-se ficar muito quieto onde quer que eu o metesse. Mate-me antes com um tiro. E é para onde vais direitinha. Toca a abrir a boca! Empunhou a faca e meteu-me a ponta entre os dentes.

Desculpa, Nell Vamos pô-lo bravo e bem aparado! Isso mesmo, lindo menino. Meu Deus, e ter eu de criar um monstro destes! Ainda dou cabo deste malvado. Gritei-lhe que o menino até podia ter um ataque e corri escada acima para o salvar. O seu rosto expressava, melhor do que quaisquer palavras, o desespero profundo de ter sido ele próprio o instrumento que neutralizara a sua própria vingança.

Porém, mal ele lhe tocou, o menino desatou a gritar ainda mais e a estrebuchar como se estivesse acometido de convulsões. Essa é a verdade! Que bela família E a que bonito estado o senhor chegou! E tu, Heathcliff, ala! Põe-te a andar tu também para bem longe da minha vista e dos meus ouvidos. A menos que deite fogo à casa Mas isso é conforme me der na gana. A menos que tenha a sorte de lhe acontecer algum imprevisto. Fui para a cozinha e sentei-me com o meu cordeirinho ao colo até ele adormecer.

Tal como eu previa, Heathcliff dirigiu-se para o celeiro. Ela entrou e chegou-se para a lareira. Julgando que me ia dizer alguma coisa, levantei os olhos e vi que estava perturbada e ansiosa. Tenho de desabafar! Preciso de saber o que fazer Hoje mesmo, o Edgar Linton pediu-me em casamento e eu dei-lhe uma resposta Mas agora, e antes de te dizer se aceitei ou recusei, quero que me digas qual das respostas devia ter dado.

Achas que fiz mal? Claro que sim -- respondeu ela. Tem de me dizer porquê.

O CERTO DOWNLOAD TRIO GRATUITO TERNURA VENTO

Continua a ser grave. E porque ele me ama. E porque ele vai ficar rico e eu hei-de gostar de ser a mulher mais importante das redondezas e terei muito orgulho no marido que arranjei.

Amo-o como toda a gente ama. Que parvoíce, Nelly. Amo o seu aspecto, e os seus actos, amo-o inteiro, integralmente. Isso é maldade! Edgar porque ele é bonito, alegre, jovem e rico, e porque ele a ama a si. Como o Edgar nunca encontrei nenhum.

Se só lhe interessa o presente, case com Mr. Vou casar com ele, sim! Se for bom as pessoas casarem só a pensar no presente.

DOWNLOAD O GRATUITO CERTO TERNURA VENTO TRIO

Parece correr tudo pelo melhor. Voltou a sentar-se ao meu lado. E este é um deles. Veja o Hareton Veja com que doçura sorri enquanto dorme! Deves lembrar-te dele, quando ele era assim, do tamanho deste pequerrucho Daí a pouco, fingindo abordar outro assunto, voltou ao mesmo. Se eu estivesse no Céu, Nelly, ia sentir-me muito infeliz. Todos os pecadores se sentiriam infelizes no Céu. Vou-me deitar atalhei eu novamente. Antes de o discurso terminar, apercebi-me da presença de Heathcliff.

Mas eu estremeci e fiz-lhe sinal para que se calasse. Assim que a menina se tornar Mrs. Linton, ele vai perder a amiga, a amada, tudo! Porque, Miss Catherine Nós dois Mais depressa se evaporariam da face da terra todos os Linton do que eu permitiria separar-me do Heathcliff! Nunca seria Mrs. Linton por um tal preço!

Nelly, sei que me vais achar uma tremenda egoísta, mas nunca pensaste que, se eu me casasse com o Heathcliff, acabaríamos os dois a pedir esmola?

VENTO O DOWNLOAD GRATUITO TRIO CERTO TERNURA

As outras eram só para satisfazer os meus caprichos, e também os do Edgar E esta é por uma pessoa que congrega em si tanto os meus sentimentos pelo Edgar como os que nutro por mim mesma.

Para que serviria eu ter sido criada, se apenas me resumisse a isto? Os meus grandes desgostos neste mundo foram os desgostos do Heathcliff, e eu acompanhei e senti cada um deles desde o início; é ele que me mantém viva. Deteve-se, escondendo o rosto nas pregas da minha saia, mas eu empurrei-a.

Tanta loucura fizera-me perder a paciência! Ela ia insistir de novo, quando a entrada de Joseph pôs fim à nossa conversa. Catherine puxou a cadeira para um canto e pegou no Hareton enquanto eu fazia a ceia. A princípio, Joseph fez-se rogado. Ela, porém, estava empenhada demais no assunto para aceitar uma recusa, e ele acabou por pôr o chapéu na cabeça e sair a resmungar.

O que foi que eu disse, Nelly? Oh, meu Deus, Nelly, diz-me o que foi que eu disse que o possa ter ofendido! Queria tanto que ele voltasse. Queria tanto! Vai ver como eu dou com ele! Saí para continuar a busca; o resultado foi desanimador, e as buscas de Joseph acabaram da mesma maneira. Deixou a cancela a bater, e o cavalo da menina espezinhou dois regos de trigo a caminho do pasto! Muita paciência tem ele tido para aturar estes doidivanas sem préstimo :, nenhum Tem sido a paciência em pessoa!

Levava a palma ao Hareton ou a qualquer outra criança em matéria de choradeira. A meu ver, Jonas era Mr. Earnshaw, e fui a correr bater à porta do seu quarto, para me certificar de que ainda estava vivo.

Meia-noite e meia. Vamos, venha deitar-se.

Deus seja louvado! Tudo o c. Durante algum tempo ainda ouvi Joseph entretido com a sua lengalenga; depois, ouvi-lhe os passos arrastados pela escada acima e, finalmente, adormeci. A porta da rua estava entreaberta, a luz do dia entrava pelo postigo, também aberto, e Hinley, que acabara de se levantar, estava de pé junto à lareira, lívido e ensonado.

Earnshaw olhava para nós boquiaberto. A trovoada acabou muito mais cedo. Nenhuma de nós tinha interesse em mencionar o desapareci mento de Heathcliff enquanto pudéssemos mantê-lo em segredo.

Catherine, porém, ordenou-me asperamente: -- Ellen, fecha a janela. Estou a morrer de frio!

GRATUITO VENTO TERNURA DOWNLOAD O TRIO CERTO

E, a bater o dente, encolheu-se ainda mais em frente às cinzas que restavam. Era limpinho! E Miss Nelly também me saiu uma boa prenda! Sempre d. E depois a nossa donzela vai namorar p.

Andar pelos campos à meia-noite com esse cigano dum raio do Heathcliff! Eles julgam qu. Nem nada que se pareça! Mas esqueçamos o Linton por agora. Diz-me a verdade. Quem sabe Ele foi-se embora -- E, ao dizer isto, começou a chorar convulsivamente, mal se entendendo o que disse a seguir. Foi assustador. Julguei que ela estava a ficar louca e pedi a Joseph que fosse depressa chamar o médico.

Afinal, era o começo do delírio. Kenneth chegou e mal olhou para ela disse logo que estava gravemente doente; a febre era muito alta. A velha Mrs. A pobre senhora, porém, bem se deve ter arrependido: ela e o marido apanharam as febres e morreram com poucos dias de intervalo um do outro. A nossa menina voltou para casa, mais insolente, mais irascível e mais altiva do que nunca. Bem contra minha vontade, acabaram por me convencer a deixar o Alto dos Vendavais e a vir morar aqui com ela.

O Hareton tinha quase cinco anos, e eu tinha começado a ensinar-lhe as primeiras letras. De maneira que só me restava uma alternativa: fazer o que me mandavam.

E agora que ela se recolheu e eu fiquei ainda a cogitar durante uma ou duas horas, tenho de arranjar coragem para ir também deitar-me, apesar de me sentir entorpecido e de me doerem a cabeça, os braços e as pernas. Quatro semanas de tortura, bolandas e doença! Oh, sim, e esta ausência da humana fisionomia e, pior ainda, a sentença terrível do Kenneth de que nem pense em sair de casa antes da Primavera.

Heathcliff acaba de me honrar com a sua visita. Grande velhaco! Mas, enfim! Como poderia eu maltratar um homem que teve o gesto caridoso de passar uma hora sentado à minha cabeceira a falar de outras coisas além de pílulas, tisanas, emplastros e sanguessugas? Estou demasiado fraco para ler, mas apetece-me fazer qualquer coisa de interessante. Dean para me acabar de contar a história?

Sou capaz de me lembrar dos pontos principais até ao momento onde parou. É isso, lembro-me de que o herói tinha fugido e ninguém mais soubera nada dele durante três anos. E a heroína tinha casado. Vou tocar a campainha. Dean entrou. Sente-se aqui ao pé de mim e nem pense em tocar nesse sem fim de frascos e frasquinhos amargos como o fel. Heathcliff do ponto em que a deixou até aos nossos dias. Que fez ele?

Foi estudar para o Continente e voltou transformado num cavalheiro? Ou arranjou alguma bolsa de estudo? Ou fez fortuna mais depressa pelas estradas de Inglaterra? Parecia até dedicada demais a Mr.

Nada de cedências de parte a parte: uma mantinha-se inflexível; os outros é que cediam. Reparei que Mr. Edgar morria de medo de a irritar. O regresso da alegria era por ele recebido com igual alegria. Mas isso acabou. Dê por onde der, acabamos sempre por ter de pensar em nós antes de mais nada. Era uma voz grave, com sotaque estrangeiro; havia algo, no entanto, no modo como pronunciara o meu nome que a tornava familiar.

Vi um vulto mover-se no alpendre e, ao aproximar-me, divisei um homem alto vestido de escuro, de pele e cabelos muito escuros. Nem me atrevi a entrar. Um raio de lua iluminou-lhe o rosto: faces macilentas, meio cobertas por fartas suíças negras; sobrancelhas carregadas, olhos encovados e um olhar estranho.

Recordo-me bem dos olhos! E és mesmo tu? És mesmo? Quero dar-lhe só uma palavra à tua senhora. Acaso te alistaste no exército? Levantei a aldraba e entrei; mas, quando cheguei à sala onde os senhores estavam, faltou-me coragem para entrar.

Linton saiu da sala. Edgar perguntou quem era, sem se mostrar muito interessado. O rapaz que vivia em casa de Mr. Esse cigano.. Abriu-a e debruçou-se. Manda entrar essa pessoa, se for nossa conhecida. O Heathcliff voltou Posso dizer-lhe que suba? Linton, incomodado, sugeriu que a cozinha seria o local mais apropriado. Catherine, perante a sobranceria dele, olhou-o meio zangada, meio trocista. Achas bem assim, querido? Ou queres que mande acender uma lareira para ti noutro lado?

Se assim for, é só dizeres. Nem caibo em mim de tanta felicidade! Desci e fui encontrar Heathcliff à espera no alpendre, com ar de quem naturalmente contava que o mandassem entrar. Todavia, o sobrolho carregado retinha ainda uma certa ferocidade semi-aplacada, e os olhos negros chispavam com um fogo reprimido; e a postura era de grande dignidade, sem quaisquer indícios de rudeza, se bem que demasiado austera para se tornar cativante. Ficarei uma ou duas horas com muito prazer.

Ele, por seu turno, poucas vezes levantava os olhos: apenas uma vez por outra, e de fugida, mas era cada vez mais visível o deleite que :, sentia nessa troca furtiva de olhares. Ficares três anos ausente e sem dares notícias, e sem nunca pensares em mim! Sabes, eu tive as minhas razões. Heathcliff tem uma longa caminhada pela frente até onde possa pernoitar, e eu estou cheio de sede.

Catherine tomou o seu lugar junto ao bule e Miss Isabella acorreu à sala, ao chamado da campainha. Quanto a mim, retirei-me depois de lhes ter chegado as cadeiras para a frente. Perguntei-lhe à saída se ia para Gimmerton. Vou para o Alto dos Vendavais -- respondeu -- Mr. Earnshaw convidara-o! Pensei muito :, nestas frases depois de ele se ir embora. Ter-se-ia tornado num hipócrita, e voltado agora para a aldeia com alguma patifaria em mente?

Dava que pensar. A meio da noite, fui despertada do primeiro sono por Mrs. Linton, que viera sorrateira até ao meu quarto e, sentando-se na cama, me puxou os cabelos para me acordar.

Quero que alguém vivo me faça companhia nestas horas infelizes! Arranja sempre maneira de ficar indisposto à mínima contrariedade! Teci alguns louvores a Heathcliff, e o Edgar, ao ouvir-me, desatou a chorar, fosse da enxaqueca ou da inveja.

A natureza humana é assim. Linton -- corrigi-a. E a senhora bem pode dar-se ao luxo de lhes satisfazer alguns caprichos, desde que eles se antecipem a todos os seus desejos. Vai ter de se habituar ao Heathcliff, e o melhor é aprender a gostar dele. Mas o Heathcliff garantiu-me que os motivos que o levaram a reatar relações com o seu antigo algoz foram o desejo de se instalar perto da Granja e o apego que sente pela casa onde vivemos os dois, e também a esperança de que eu terei, assim, mais oportunidades de o visitar do que se ficasse alojado em Gimmerton.

O que se passou esta noite reconciliou-me com Deus e com os homens! Estava revoltada com a Divina Providência. Sofri muito Foi para o poupar que suportei tudo sozinha: deixasse eu transparecer a agonia em que tantas vezes me encontrava, e ele teria aprendido a ansiar pelo seu alívio tanto quanto eu.

Sinto-me capaz de suportar seja o que for daqui em diante! E, para o provar, vou agora mesmo fazer as pazes com o Edgar.

Richard Dawkins - Deus, Um Delírio - ID:5ce42cb5aa

Sou um anjo! Heathcliff, ou melhor, Mr. Catherine, por seu turno, achou por bem moderar as demonstrações de alegria com que o recebia. Assim, e a pouco e pouco, ele foi conquistando o direito de ver a sua visita ser esperada com naturalidade. Ela :, era nessa altura uma encantadora jovem de dezoito anos; infantil nas atitudes, mas senhora de um espírito e sentimentos igualmente vivos, e de um temperamento vivo até demais quando a irritavam. E como temia essa mente!

Provocava nele sentimentos de revolta, e todo ele se retraía só de pensar em entregar Isabella à guarda de um tal homem. Linton, peremptória, insistiu para que se metesse na cama e, ralhando-lhe, ameaçou que ia mandar chamar o médico. Mal ouviu o nome do Dr. Linton, voltando-se para mim. Linton, boquiaberta. Espero bem ter percebido mal, Isabella. Foi o que eu fiz e, agora, perante tanta insolência, dou o assunto por encerrado. Linton saiu do quarto. O que tem ele feito para viver? Como fez fortuna?

Ouvi dizer que Mr. Houve um que ficou quase sem dedos e outro que sangrava que nem um vitelo. Sabes que mais? Parece até que gosta, que faz por isso. Capaz de rir como ninguém de uma boa piada Ora escuta: levanta-se ao sol-pôr e, daí p. Sabendo da sua ausência, Mr. Heathcliff veio mais cedo que o costume. Catherine e Isabella estavam as duas na biblioteca, ainda zangadas uma com a outra, mas em silêncio. Riu-se, de facto, mas foi quando viu Heathcliff passar junto à janela.

Sabes, Heathcliff, vou ter a honra de te apresentar alguém que te estima ainda mais do que eu própria. Espero que te sintas lisonjeado.

Heathcliff, tenha a bondade de pedir à sua amiga que me solte. Ficas aqui, sim senhora. Que tolice mostrares-lhe as tuas garras. Cuidado, Heathcliff! Mas deixemos isso. Só a quis castigar pela sua petulância, foi tudo. Esquece esse assunto por agora E foi o que fizeram, pelo menos nas palavras: no tocante a Catherine, provavelmente também no pensamento; quanto ao outro, estou certa de que pensou nisso muitas vezes ao longo da tarde.

Linton se ausentava da sala. O meu maior desejo era que acontecesse alguma coisa que libertasse pacificamente tanto o Alto dos Vendavais como a Granja das garras de Mr.

Heathcliff, e tudo voltasse a ser como era antes. A presença dele no Alto era uma afronta inconcebível. Parecia que Deus tinha abandonado a ovelha tresmalhada aos seus próprios erros, e eu via uma fera à solta, interpondo-se entre a ovelha e o redil, à espera de uma oportunidade para a atacar e destruir.

Estava convencida de que era meu dever avisar Mr. Uma vez, ao desviar-me do meu caminho habitual para Gimmerton, passei junto à velha cancela. Foi mais ou menos na altura em que se passou o que lhe acabei de contar.

A certa altura, cheguei junto de uma pedra colocada no sítio onde, virando à esquerda, a estrada segue para o brejo. Mas tudo terminou num piscar de olhos, pois logo senti uma vontade irresistível de ir ao Alto.

À medida que me aproximava da casa sentia-me cada vez mais perturbada, e, quando a avistei, estremeci. A sua Nelly, a sua ama! Mas ele afastou-se para longe dos meus braços e pegou numa grande pedra. Levantou a pedra para me agredir.

Acredite, Mr. Lockwood, que me senti mais magoada que ofendida. Quase a chorar, tirei uma laranja do bolso para o acalmar. Tentou agarrar a laranja, mas eu levantei-a mais alto.

Perguntei-lhe se gostava de Heathcliff. Faz ao meu pai o que ele me faz a mim. Amaldiçoa o meu pai quando ele me amaldiçoa a mim. E diz que eu posso fazer o que muito bem me apetecer. O Heathcliff corta-lhe as goelas se ele se atrever a entrar por esta cancela.

O Heathcliff jurou! Dei-lhe a laranja e mandei-o avisar o pai de que uma rapariga chamada Nelly o esperava na cancela do jardim para lhe falar. O garoto subiu a rampa e entrou em casa, mas quem apareceu à porta foi Heathcliff em vez de Mr. Eu estava na janela da cozinha, mas escondi-me. Olhou de novo para a casa e, julgando que ninguém o estava a ver, o patife teve o descaramento de a beijar.

Um grande fingido! Linton viu Isabella libertar-se e correr para o jardim. Um minuto depois, Heathcliff abriu a porta. E tu, Heathcliff, és capaz de me dizer o que te passou pela cabeça? Espero bem que o faças, a menos que estejas farto de nós e queiras que o Edgar te proíba de pores os pés nesta casa. Cada dia que passa tenho mais vontade de o mandar desta para melhor! Por acaso, foi ela quem se lançou nos teus braços propositadamente?

Se gostas assim tanto da Isabella, casa com ela. Diz a verdade, Heathcliff! Linton aprovaria tal casamento? Ouviste bem? E se pensas que me consolas com falinhas mansas, é porque és mesmo uma idiota. Entretanto, obrigado por me revelares o segredo da tua cunhada. E vais vingar-te? Posso saber como, meu grande ingrato? Como foi que eu te fiz a vida num inferno? Podes torturar-me até à morte, se te apetecer, mas permite que me divirta também um pouco. E tenta insultar-me o menos possível. Tal como ele, a tua alegria é ver os outros sofrer.

E provas bem o que digo. Se achas que é essa a melhor forma de te vingares de mim Linton sentou-se à lareira, ruborizada e melancólica. Heathcliff manteve-se de pé, de braços cruzados, entregue aos seus pensamentos diabólicos. Linton -- respondi. Linton, a menos que ela depois defendesse Heathcliff. Edgar desceu as escadas e ordenou aos criados que aguardassem no vestíbulo.

Eu segui-o até à cozinha. Linton, pelo menos, repreendia Heathcliff vigorosamente; ele tinha-se afastado para a janela, cabisbaixo, aparentemente envergonhado com a reprimenda. Stephan Wassong. July: International Olympic Academy. Pierre de Coubertin Founder of the Olympic Movement. Beyond the Olympics Pierre de Coubertin can be regarded as a progressive-mined educator, who believed in and promoted the power of sport as a tool for character development and transnational understanding.

Our Academic Activities:. Diagoras — International Academic Journal on Olympic Studies The second volume of Diagoras was already edited with this new partnership. Publications A list of selected publications, that will be continuously updated…. Pra uns, caixões de madeira de lei, com fechos e alças de metal. E apodrecem! Eu sou Ômega, o fim. O que sei é que o corpo acaba aqui. O que vem depois é outro assunto, ninguém tem certeza.

Vanitas, vemitatum, et amnia vanitas, como dizia o Eclesiastes. Devias ter estudado pra padre - disse Cuca, levando a ponta dos dedos às narinas.

De que serviu? De que me serviu estudar? Cuca soltou uma risada que lhe descobriu todos os dentes de ouro. E o meio é tudo, Cuca. O oficial de justiça cruzou as pernas e perguntou: - Tu acreditas mesmo em todas essas coisas que dizem dele?

Rodrigo é o melhor homem do mundo. Falas com outro e ele te garante que o dr. Rodrigo é um canalha. Nós todos temos muito de anjo e muito de demônio dentro de nós. E sabes por quê? Porque um dia o Mané Lucas convidou o Rodrigo para batizar-lhe a filha O Rodrigo batizou, a menina cresceu e quando ela chegou ali pelos dezesseis, o padrinho meteu-se com ela e desonrou-a.

Cuca endireitou o busto bruscamente, animado. Pitombo mirou-o com estranheza. Foi em , no tempo da espanhola Até comentaram muito. Rodrigo, depois acomodou-se.

Dinheiro arranja tudo. O escândalo foi abafado e acabaram comprando um pobre-diabo pra casar com a menina. Pergunta pro Tônico Cabral o que é que ele acha do nosso homem. Vai te dizer que é Deus no céu e o dr.

Rodrigo na terra. O Cabral estava mal de negócios, com uma letra protestada e ia meter uma bala na cabeça quando o dr. Cuca olhava pensativo para as bochechas do anjo de cera. Pitombo perguntou: - Tu te recordas daquele fiscal do imposto de consumo que andou por aqui em novecentos e dezenove ou vinte?

Pois um dia o homem chamou o Rodrigo pra ver a mulher que estava adoentada, e deixou os dois sozinhos no quarto. Quando voltou e entrou sem bater, encontrou o Rodrigo deitado na cama com a paciente, aos beijos e abraços. Mas pediu transferência para outro lugar e parece que acabou abandonando a desgraçada.

Pitombo ergueu-se e foi até a porta. Cuca seguiu-o e ambos ficaram a olhar para as janelas laterais do Sobrado.

Pitombo encolheu os ombros. O sol da tardinha envolvia o Sobrado, laminando-lhe as vidraças dum ouro vivo e coruscante. A coisa foi feia, e quando vi o padre Josué sair da igreja todo paramentado e entrar no Sobrado, cheguei a separar os castiçais, o pano preto e tudo mais.

Passei a noite sem dormir direito, esperando a todo o momento que viessem bater na porta. Da cozinha da casa armadora chegava até a loja um cheiro de fumaça e carne assada, que Cuca aspirava com delícia. A vida é assim mesmo, Cuca. Olha bem. Nunca desgracei moça nenhuma, nunca me meti em politicagem, ganho honestamente a minha vida e trabalho como um cavalo. Mas veja. Quando o Pitombo morrer, o mais que podem dizer, meio rindo, é: "O Defunteiro esticou a canela".

Por que, Cuca? Bem sabes que sou um poço de doenças. O anjo de cera olhava para os dois amigos e parecia entender as coisas tristes que diziam. Cuca ficou um instante a pensar. Mandei fazer esta beleza quando o velho Macedo adoeceu e todo mundo dizia que ele ia morrer. É a mercadoria mais cara que tenho em casa. Poucas pessoas em Santa Fé podem dar-se o luxo de ir pro cemitério dentro duma preciosidade destas. Fitou em Cuca os olhos empapuçados e melancólicos.

Pitombo sorria. Foi numa surdina quase poética que contou: - Estou me lembrando duma coisa muito interessante que aconteceu quando eu, o Rodrigo e o Toríbio éramos meninos. Cuca escutava, atento, cheirando a ponta dos dedos. Cuca sentiu um frio mal-estar, pois naquele momento surpreendia-se a perguntar mentalmente dentro de qual daqueles caixões seria ele enterrado Cuca Lopes jantou às pressas a fim de poder sair cedo para a rua a catar novos boatos e espalhar os que sabia.

Na rua principal de Santa Fé havia àquela hora um grande movimento, principalmente nas quadras onde ficavam o Cinema Recreio, o Café Minuano, a Confeitaria Schnitzler e o Clube Comercial. Na praça da Matriz, mocinhas passeavam aos bandos pelas calçadas, fazendo voltas completas ao quadrado, em passo lento, enquanto os rapazes se deixavam ficar sentados nos. Nas extremidades dos postes nova-lux, as esferas de louça rança que protegiam as lâmpadas, pareciam outras tantas luas.

O perfume das flores do cinamomo, mais ativo desde o anoitecer, embalsamava o ar. Cuca notou que as janelas do Sobrado estavam todas iluminadas como para um baile.

Alguém se sentou a seu lado. Por fim, identificando o companheiro de banco, o velho exclamou: - Cuca! Boa noite, vivente. Cuca coçava nervosamente a coxa. Liroca era amigo da gente do Sobrado; devia saber de muita coisa A cada passo mando saber como vai o Rodrigo. Só isso é que me interessa agora.

O Rodrigo e a família devem estar atravessando um desses momentos danados em que a gente só quer ficar sozinho pra pensar. Liroca voltou o olhar para o Sobrado. Para evitar que Liroca repetisse uma história que toda a gente estava cansada de saber, Cuca adiantou-se: - Eu sei.

Com o olhar focado sempre no Sobrado, parecia estar falando mais para si mesmo do que para o homem que se achava a seu lado. Fiquei ali na torre de olho vivo, bombeando o quintal do Sobrado, e de repente vi um vulto se mexendo devagarinho E dei. Cuca cheirava a ponta dos dedos. Ele ardia por saber o que se estava passando dentro do Sobrado agora. Eu fiquei, me entreguei, me prenderam mais depois fui solto.

Nunca mais o Curgo quis olhar pra mim, me virava a cara na rua, eu vivia rondando o Sobrado assim como um cachorro escorraçado. Tu sabias que eu quis casar com dona Maria Valéria e ela nunca me deu confiança?

Liroca suspirou. Um cachorro começou a ladrar, longe. As raparigas Passavam pela calçada, e Cuca namorava-lhes casualmente as pernas. Ele insistiu tanto com o pai que o Curgo acabou dizendo: "Pois traga esse homem. O que passou passou". Tudo graças ao Rodrigo! E a Deus - acrescentou com alguma relutância. Pensa bem. Tu e todos os outros esperam loucos que eles se entreguem e saiam de cabeça baixa, desmoralizados.

Ouve bem o que te digo. Liroca sacode a cabeça numa lenta e convicta afirmativa. Cuca sentiu que a conversa chegava aonde ele queria. Mas o mundo é assim mesmo. Bem dizia o finado meu pai que Calou-se, sem revelar o que o finado dizia. José Lírio voltou o rosto para o interlocutor. Tu vês como o povo fala sem motivo. Sabes o que ela me contou? Que foi o Rodrigo quem fez mal pra ela. O que ela quer é se dar importância.

O que era dele era do próximo. Ninguém fazia nenhuma injustiça perto do Rodrigo porque ele estava sempre do lado do mais fraco. Liroca começou a enrolar um cigarro. As raparigas continuavam a passar, tagarelando e rindo.

Levou o cigarro à boca e acendeu-o. Muita festa boa deu o Rodrigo depois que se formou E por falar nisso, nunca me esqueço do dia que ele veio de Porto Alegre com o diploma de doutor. Me lembro muito bem: 20 de dezembro de O mundo se acaba mas é pra quem morre. Como sempre, o bruto chegou atrasado e tive de ficar uma boa hora na soalheira. Mas valeu a pena, Cuca, valeu.

Porque eu queria que tu visses a cara do Rodrigo quando me avistou. Pulou do trem e veio correndo me abraçar José Lírio calou-se e soltou, junto com a fumaça que tragara, um suspiro de saudade arrancado das profundezas do peito.

Alvoroçado, Liroca apeou do cavalo e foi ao encontro do amigo. Atiraram-se um nos braços do outro e ficaram por algum tempo a se darem sonoras palmadas nas costas. A princípio o outro estava como que engasgado; por fim conseguiu falar: - Pois é.

Vim especialmente pra te esperar. Quis ser o primeiro a te abraçar. Rodrigo sentia o cheiro acre e quente da pele suada de José Lírio, e via-lhe os olhos muito injetados, pisca-piscando à luz crua daquele meio-dia de dezembro. Pro que der e vier. Depois que a titia morreu, faz seis meses e oito dias, fiquei sozinho no mundo. Nem ele nem dona Maria Valéria. Os meus amigos têm de ser amigos de meu pai. Liroca baixou os olhos para a terra cor de ferrugem. A locomotiva apitou. Era um ruído evocativo, aquele.

Veio-lhe à mente a imagem de Toríbio. Rodrigo abriu os olhos. Sorria dum modo aliciante, embora um pouco tímido, e lhe oferecia uma banana. Rodrigo ia recusar, mas, pensando em que o enjôo talvez viesse do fato de ter o estômago vazio, tomou da banana e agradeceu. Descascou-a, sempre com a cabeça recostada, e começou a comê-la.

Negrejava-lhe, na face bronzeada de olhos oblíquos, um bigode espesso. O homem caminhava com grande estardalhaço, gritando com licenças que mais pareciam ordens que pedidos. Trazia debaixo do braço esquerdo a mala de pano, e debaixo do direito os arreios.

Cabeças voltaram-se para o recém-chegado que, parando ao lado do marista, exclamou: - Ainda que mal pergunte, moço, este lugar tem dono? Rodrigo entreabriu os olhos e fitou-os no novo companheiro de viagem. Tirou o chapéu e o pala e afrouxou o nó do lenço encarnado que lhe envolvia o pescoço. Olhou para o marista de soslaio e em voz alta, para que todos ouvissem, disse: - Tem padre no trem. O religioso sorriu amarelo e observou: - Oh!

Era francês e falava com erres rascantes. O outro soltou uma risada, que terminou num acesso de tosse. Gosto de brincar com as pessoas. Sou um tal de Maneco Vieira, tropeiro.

O tropeiro começou a fazer um cigarro. O marista contou que ia lecionar no Colégio Champagnat, em Santa Fé. Vendo Rodrigo abrir os olhos, o marista disse: - Pois esse cavalheiro aí também é de Santa Fé.

Acaba de formar-se em medicina pela faculdade de Porto Alegre. O tropeiro franziu o cenho. Parente do coronel Licurgo? É um homem muito direito, dos antigos. Conheço bem é o seu mano, o Toríbio. Rodrigo percebeu que o tropeiro o examinava da cabeça aos pés, detendo o olhar crítico sobre suas botinas de verniz com cano de camurça. Disse isso e soltou uma gargalhada.

Gostava do tipo, que lhe lembrava um pouco o velho Fandango. Empenhara-se num torneio de anedotas com um caixeiro-viajante que descera do trem em Cachoeira.

Obrigado por tudo, meu filho". Rodrigo respondeu-as como pôde e deixou morrer a conversa. Queria agora ficar em silêncio e paz para pensar. Dentro de vinte minutos estaria em Santa Fé, e isso o deixava comovido. Para sempre! E a idéia de que terminara o curso e ia começar a viver, mas por conta própria, com responsabilidade de médico e talvez muito breve quem sabe?

Tornou a recostar a cabeça no respaldo do banco e a fechar os olhos. Rodrigo sorriu sem descerrar os olhos. Que grande mulher! Emprestava dinheiro aos estudantes quando estes estavam em apertos, e cuidava deles quando adoeciam.

Mélanie merecia um monumento! Era curioso -. Rodrigo voltou a cabeça para a direita a fim de ver como estava sua ''avó". A velhinha dirigiu-lhe um sorriso tranqüilizador, e ele, sorrindo também, tornou a fechar os olhos. Num banco próximo, dois homens conversavam em voz muito alta sobre o cometa de Halley. Almanaques e jornais marcavam o aparecimento do grande cometa para maio do ano próximo.

Temia-se a possibilidade de sua cauda bater na Terra, partindo-a em pedaços.

Era uma vez a Terra. O homem com quem o teuto-brasileiro conversava, um velhote magro que fumava um toco de charuto, tinha uma voz estrídula: - Vai ser um castigo de Deus - proclamou ele - por causa das malvadezas do nosso mundo.

O Vento Certo

O czar mandou massacrar o povo. Tivemos o desastre do Aquidabâ. E a vergonheira de Canudos. E o melhor jeito, mesmo, é um bom cometa. Maneco Vieira escutava, com um dos olhos fechados e o outro muito aceso. Voltou a cabeça para o marista e perguntou: - O senhor acredita que o mundo vai acabar assim de repente? Pois é. Onde se viu homem voar? Voar é pra passarinho. Calou-se, fincou os dentes na perna de galinha, arrancou-lhe um bom naco de carne, ficando com a ponta do nariz e os beiços salpicados de farofa.

Um dia destes deram um tiro no peito do Joaquim Piririca. E os criminosos andam soltos por aí como gente de bem. Onde é que estamos? O velhote concluiu: - O que merecemos mesmo é um bom fim de mundo. Atirou o toco de charuto pela janela, num gesto indignado. Rodrigo sorria, pensando na carta que sua madrinha Maria Valéria lhe escrevera em. Como aquilo era típico de sua tia! No entanto a Terra ali estava, inteira, bela, tranqüila e farta - refletiu ele, debruçado à janela do carro, a contemplar a paisagem nativa com olhos de namorado.

O fim do mundo? Para ele era o princípio do mundo. Estava formado, era moço, tinha pai rico, amava sua casa, sua gente, sua terra: adorava a vida. Tornou a olhar para fora e, vendo os campos do município de Santa Fé, pensou nos primeiros paulistas que por aí haviam andado no século XVIII, à caça de índios e cavalos selvagens; e nos tropeiros que mais tarde vieram de Sorocaba a baixar mulas Era quase certo que entre essa gente remota havia antepassados seus.

Rodrigo sempre tivera orgulho desse antepassado quixotesco. Tinham-se acabado as guerras com os castelhanos. As fronteiras estavam definitivamente traçadas. Seu penacho devia ser mantido. Aqueles campos tinham sido teatro de duelos, revoluções e guerras. Aquela terra se havia empapado de muito sangue.

CERTO VENTO DOWNLOAD O GRATUITO TRIO TERNURA

Vieram-lhe à mente os versos finais de Cyrano de Bergerac. Como ele vibrara ao ler pela primeira vez a cena da morte de Cyrano! II y a rnalgré vous quelque chose Que j'emporte, et cê son, quand j'entrerai chez Dieu, Mon salut balaiera largement lê senil bleu, Qiielque chose que sans un pli, sans une tache, J'emporte rnalgré vous, et c'est Roxana se inclina sobre Cyrano e beija-lhe a fronte, perguntando: C'est?

E o herói, abrindo os olhos e reconhecendo a bem-amada, termina: Mon panache E ficou ouvindo as rodas do trem, que pareciam dizer cadenciadamente: mon-pa-nache-mon-pa-na-che-mon-pa-na-che Rodrigo abriu os olhos, meio alarmado, e fitou-os em Maneco Vieira: - Oh! Estou só meio cansado. Eram as janelas do quarto de Toríbio e Rodrigo. Inspirou com força, encheu os pulmões de ar,. Depois, todos se sumiram e ficou apenas Inês.

Um calor formigante começou a tomar-lhe conta do corpo. Como falasse com a boca contra o travesseiro, sua voz saiu abafada. Agora ele beijava Inês, cuja pele era branca e lisa como uma fronha de linho. La fresca Rodrigo ficou a escutar o ruído crepitante que vinha dum dos cantos do quarto. Decerto eram ratos roendo o rodapé: todas as noites, depois que a casa ficava em silêncio, eles vinham e começavam seu trabalho.

Ele ouvira contar histórias terríveis sobre aqueles bichos. Um dia um homem estava dormindo e um rato subiu para a cama e começou a roer-lhe os pés Rodrigo cerrou os olhos e começou a contar nos dedos os dias que faltavam para o fim do ano. Lembrou-se das palavras do pai, naquele anoitecer, à hora do jantar: "Nem todas as pessoas podem se gabar de ter visto entrar um século novo.

A bisavó de vocês, meninos, nasceu em princípios dos mil e oitocentos e quase chegou a ver a entrada dos mil e novecentos". Rodrigo só queria saber se no novo século as pessoas iam mudar, se a cara dos dias ia ser a mesma Rodrigo sabia de muitas mudanças importantes em sua vida que o novo século ia trazer. Em março de , ele e Toríbio seriam mandados para um internato em Porto Alegre, a fim de tirarem os preparatórios.

Em ele ia conhecer mulher Toríbio fungava, coçando ferozmente a cabeça. De repente ouviu-se um estalo, e a porta do quarto abriu-se bruscamente. Toríbio alçou vivamente os olhos. Logo vi que iam desobedecer. Rodrigo tornou a deitar-se, encolhido e humilde, puxando a colcha até o queixo e fechando os olhos, sem dizer palavra.

Maria Valéria aproximou-se da cama do sobrinho e exclamou: - Ainda por cima malcriado! Tem mais? Por um instante Toríbio ficou calado. Havia coberto a cabeça com a colcha e rilhava os dentes.

A tia alteou a voz: - Tem mais? Sua sombra recortava-se na parede e, como um enorme boneco de papel, dobrava-se ao meio e continuava horizontalmente no teto. Mal a tia desapareceu, Toríbio vociferou sem tomar fôlego: - Nojenta bruaca cadela! Toríbio abriu as janelas de par em par: a noite entrou no quarto com seu tépido bafo perfumado de madressilvas e a mansa claridade duma lua em quarto crescente. Rodrigo imitou-o. Rodrigo engoliu em seco. É sério. Eu preciso, quero acabar de ler o meu romance.

Tinha um torso musculoso e bíceps maciços. Bio era bruto achava ele - só gostava de brinquedos violentos. Vivia a provocar brigas, e o pior era que só procurava lutar com meninos mais velhos que ele. Um dia convidou um mulato de dezessete anos para "pular pra fora" e aplicou-lhe de saída um soco no queixo.

O outro perdeu o equilíbrio e caiu, mas quando Bio saltou para cima dele, o mulato o esperou de faca em punho e conseguiu feri-lo no braço.

Voltou depois para casa perdendo muito sangue, e o dr. Matias teve de dar-lhe seis pontos no talho. Bio agüentou o curativo sem soltar um ai. Tu é um galinha! E agora ela estava sepultada no jazigo da família, no cemitério; e era a esse cemitério que o maluco do Bio queria ir àquela hora da noite, para roubar velas. Rodrigo tornou a deitar-se, conservando sempre as pernas para fora da cama. Rodrigo olhava para o teto.

Quando falou, foi num tom de voz cauteloso. Esgueiramos era uma palavra de romance. Rodrigo soergueu-se e ficou por um instante meio entontecido, sem saber que fazer. Foi uma aposta que fiz. Com quem? Toríbio riu baixinho. Li isso num livro. Um homem apostou com o diabo como era capaz de ir ao cemitério à meia-noite. Palavra de honra? Rodrigo vestiu-se com uma rapidez nervosa. Rodrigo fez o mesmo. A luz do luar, coada pelas bandeirolas das janelas, mostrou-lhes o caminho.

Atravessaram a sala lentamente com o rabo dos olhos, Rodrigo viu vultos moverem-se dentro do espelho grande e por fim chegaram a cozinha. Bio retirou a tranca, deu volta à chave e abriu a porta devagarinho. Atravessaram o quintal, esgueirando-se por entre as sombras, foram até a estrebaria e Toríbio tirou para fora o petiço. Os lampiões iluminavam mortiçamente as ruas desertas.

O luar refletia-se nas vidraças das casas adormecidas. Aquilo tudo ia terminar mas era numa grande sova de vara de marmelo. O Bio era bem louco! Toríbio fez o animal estugar o passo. Aquela era uma zona perigosa onde quase todas as noites havia tiroteios e badernas. Toríbio começou a assobiar baixinho uma toada campeira.

Vinha do riacho um cheiro morno de barro. O petiço, porém, trotava sempre, subindo a encosta, e. Quando chegaram a uns vinte metros, Toríbio fez o cavalo parar e apeou. Ficou a olhar para o cemitério, num fascínio cheio de horror. O que via pela frente eram as sepulturas caiadas que tinham ao luar esse branco sujo das ossadas.

Fechou os olhos, quis dizer: "Bio, isso é pecado. Ao pé duma sepultura de alvenaria, encimada por um Cristo de pedra, ardiam três velas.

Remota, a voz da mulata Laurinda soou-lhe na memória. Uma vez um homem apostou com outro como era capaz de entrar sozinho no cemitério à meia-noite. Era uma noite fria de inverno e ele ia de poncho. Caminhava pisando nas sepulturas, quando de repente sentiu que alguém lhe puxava o poncho. Foi um defunto que puxou a capa dele, Laurinda? Foi o poncho que se enroscou numa cruz.

MOVIES {N}

Rodrigo teve a repentina esperança de que tudo aquilo fosse um sonho. Muitas vezes, quando sonhava, dizia a si mesmo: "Sei que estou dormindo e daqui a pouco vou acordar".

Sim, aquilo só podia ser um pesadelo. Toríbio estava agora empenhado em tirar os pequenos tocos de velas apagadas que cercavam uma sepultura rasa. Era um cheiro de velório. Lembrou-se do velório de sua avó Bibiana e das grandes velas cujo reflexo no espelho grande da sala ele ficara por muito tempo a observar com um interesse fascinado. Encolheu-se todo, temendo ouvir a voz da bisavó: "Seus alarifes!

No cemitério a esta hora! Podia até aparecer à porta e gritar: "Entrem, meninos. Venham fazer uma visita pra gente. Olhe, Alice, as crianças vieram nos visitar. Foi sua bisavó que fez". Rodrigo teve uma ânsia de vômito e começou a bater queixo.

Rodrigo obedeceu. Quem morre se acaba. Toríbio ficou à escuta Começou depois a acenar para Rodrigo, convidando-o freneticamente a aproximar-se. Tinha sido uma morte muito comentada na cidade. Vamos ver. Ficaram por algum tempo a espiar Naquele instante Rodrigo viu uma cara barbuda e lívida e julgou reconhecer o carpinteiro Pitombo.

Daquele minuto em diante, as lembranças de Rodrigo se confundiam. Nunca ficou sabendo ao certo como conseguira sair do cemitério, saltar outra vez para o lombo do petiço, atravessar os três quilômetros que os separavam do Sobrado, entrar em casa, subir a escada e de novo meter-se na cama. Mas duma coisa ele se lembrava vivamente. Tirou da parede um velho crucifixo que pertencera à velha Bibiana. Rodrigo beijou tremulamente o Cristo sem nariz. Toríbio voltou para a cama.

Passara horas a bater dentes, com tremores de frio e dores no estômago. No outro dia, vendo o estado do sobrinho, Maria Valéria mandou chamar o dr.

Matias, que veio com sua maleta de couro negro, sua barbicha rala e seu cheiro de clorofórmio. Tomou o pulso de Rodrigo, examinou-lhe a língua, apalpou-lhe o abdómen e receitou-lhe um purgante de sal amargo.

Rodrigo ficou dois dias de cama. Os cabeçalhos eram tremendos. Violada uma sepultura no campo santo local! E na parede branca viu de novo as sepulturas e mausoléus ao luar. Tornou a sentir o horror daquela noite. E quando, dias depois, à hora do jantar, o pai se referiu ao acontecimento - "Que barbaridade!