3deko.info

Olá, meu nome é Pablo e criei este blog para ajudar os estudantes portugueses a estudar. Carrego milhares de arquivos úteis toda semana

BAIXAR MUSICA DE CAPOEIRA O DIA QUE O BERIMBAU CHOROU


Abadá Capoeira - O Dia Que O Berimbau Chorou (Letras y canción para No dia em que a capoeira sofreu Ver todas las canciones de Abadá Capoeira. O dia em que o Berimbau chorou O dia em que a capoeira sofreu foi quando falaram que Bimba Mestre da Bahia morreu. Ouça Berimbau tocou de Abadá-Capoeira no Palco MP3, o site da novíssima música brasileira!.

Nome: musica de capoeira o dia que o berimbau chorou
Formato:ZIP-Arquivar (MP3)
Sistemas operacionais: Android. Windows XP/7/10. iOS. MacOS.
Licença:Grátis!
Tamanho do arquivo:6.26 Megabytes

QUE O CHOROU DE BERIMBAU O DIA CAPOEIRA MUSICA BAIXAR

A vida também é um jogo As vezes como a Capoeira Ela tem suas armadas Ela tem suas rasteiras. Ê todos os dias acordo cedo pra treinar, Treino capoeira e jiu jitsu, e afiado eu vou ficar… Quando se nota, vou ao pé do berimbau Dou martelo, arm-lock e ponteira solto o jogo na moral! Essa luta mandingueira, que no Brasil se criou, o negro se defendia do chicote do feitor. Salve a Bahia, terra da magia também do cacau, Num canto ficava calado o com do berimbau. Mestre Fanho. Faca de tucum. Da era colonial. Que a capoeira é pura dança, que a capoeira é ballet, E que o capoeirista, tem que ficar na pontinha do pé. Oia saia do mar vem a ver Idalina. Eu vim pra tentar minha sorte Eu vim pra mudar minha vida Comigo trouxe Capoeira E com ela tem sempre saída. Viva meu Deus! E com nossa Senhora. Liberdade pra vida. E digo meu amor. Ta na praia, ta no mangue Ta catando caranguejo Fazrndo o quê, sinha? Gostar disto: Gostar A carregar Só eu posso me vencer. Por Quem Chora O Berimbau. Ele é o Mestre Bimba. Meu berimbau, ele é viola, berimbau bom chora na roda.

O dia em que o Berimbau chorou O dia em que a capoeira sofreu foi quando falaram que Bimba Mestre da Bahia morreu. Ouça Berimbau tocou de Abadá-Capoeira no Palco MP3, o site da novíssima música brasileira!. o gunga ele chora na roda por quem oi um dia Nunca mais vai baixar . Marcadores: berimbau., Capoeira, Charme, Dia sem escurecer, eu não posso viver. Artista: Abadá Capoeira. Etiquetas: O Dia Que O Berimbau Chorou letras de canciones gratis, Descargar Letra, youtube video of O Dia Que O Berimbau. letra da musica ''O dia que o berimbau chorou'' O dia que o berimbau chorou; O dia em que a capoeira sofreu; Foi quando falaram que Bimba mestre da.

Deu armada, e deu rasteira, Meia lua e a ponteira, Logo no primeiro round, Venceu o capoeira, Em baixo do ring, Mestre Matiasvibrava, Tocando seu berimbal, Enquanto a galera cantaba. Num vale tudo com jiu-jitsu, O capoeira vence. Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou jocando capoeira no mercado popular. No meixe conmigo que eu no meixo com ningum sim meixe conmigo topo sim meixe conmigo tem. Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou tocando Berimbau angola e regional Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou jocando Capoeira eu so vou cuando acabar Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou jocando capoeira quero ver quem vai pular Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou jocando capoeira quero ver quem vai jogar Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou tocando Berimbau angola e regional Avisa l meu mano, avisa meu mano l vou jocando capoeira no mercado popular.

Cuando falo, falo poco cuando falo, falo serio minha meia lua e mortal meu martelo e cementerio No meixe conmigo que eu no meixo com ningum sim meixe conmigo topo sim meixe conmigo tem Meu jogo e jogo solto sim eu solto, jogo duro fica atento a o que eu falo meu cantar e fogo puro No meixe conmigo que eu no meixo com ningum sim meixe conmigo topo sim meixe conmigo tem Pula, aqui, pula ahi da um au bem rapidinho a bananeira vai cair e ficar la no cantinho No meixe conmigo que eu no meixo com ningum sem meixe conmigo topo sem meixe conmigo tem Malandro na maladragem cantador, canta verdade na roda de capoeira capoeira liberdade.

Rezando por mim orando por ti Rezando por mim orando por ti Rezando por mim orando por ti Catarina minha nega onde t que eu no te vejo Eu t na cozinha do branco Preparando carangueijo no fogo sinh. Vem, comeou a roda ioio Comenu o canto iaia Capoeira e arte e malicia, e magia pra se libertar. E a lutta que negro escravo, que lutta pra no apanhar Vem, comeou a roda ioio Comeou o canto iaia Vem, comeou a roda ioio Comenu o canto iaia Birimbau ta chamando menino, ta chamando voce pra jogar.

E o sangue que corre na veia, e a coisa mais linda que ha. Vem, comeou a roda ioio Comeou o canto iaia Vem, comeou a roda ioio Comenu o canto iaia. Se voc faz um jogo ligeiro d um pulo pra l e pra c no se julgue to bom capoeira Que a capoeira no to vulgar. Para ser um bom capoeirista pra ter muita gente que lhe d valor voc tem que ter muita humildade Tocar instrumentos, ser um bom professor.

O capoeira faz chula bonita canta um lamento com muito emoo quando v seu mestre jogando Sente alegria no seu corao. Ele joga angola miudinho se a coisa esquenta no corre do pau Tem amigos por todos os lados um grande sorriso tambm no faz mal. Cada toque um lamento; Parecia solido; Waldemar levando a vida; Como um simples arteso;. Iniciante, eu entendo a euforia Logo que voc entrou nessa academia Tenho bem mais tempo e essa arte ainda me encanta Mas gua demais, at mesmo, mata a planta Oi devagar se chega l.

Devagar se chega l Devagar se chega l Devagar se chega l Primeiro passo de um longo caminho V devagar, v bem devagarinho Fogo de palha acaba logo, isso um fato E de gro em gro que a galinha enche o papo Oi, devagar se chega l Devagar se chega l Devagar se chega l Devagar se chega l T com pressa de chegar Devagar se chega l.

Oh ginga, ginga menina Eu quero ver, voc jogar Eu quero ver, voc jogar Eu quero ver, voc jogar Eu quero ver, voc jogar Mas essa beleza foi deus quem me deu Mas essa beleza foi deus quem me deu Olha eu vi Januaria Olha eu vi Januaria Olha eu vi na Bahia em Salvador Mas eu vi l em Minas l em Bel Se voc quer ver esta maravilha Vem pro meu brasil Vem pro meu brasil Vem pro meu brasil quem tem pra te dar Vem pro meu brasil Vem pro meu brasil Vem pro meu brasil quem tem pra te dar Oh ginga Ginga, ginga menina Eu quero ver, voc jogar Eu quero ver, voc jogar.

Ele veio da ilha de Mar no saveiro do mestre Joo Levantou a Capoeira Encantou com a sua maneira de cantar com corao. Foi o Manduca da praia que acabou de matar um Quando a policia chegou foi um tal de au au Vamos embora seu moo que essa briga pra vale Que barulho esse um tal de zum zum zum? Foi o Manduca da praia que acabou de matar um Quando a policia chegou foi um tal de au au Vamos embora seu moo que essa briga pra vale.

Ele veio da ilha de Mar no saveiro do mestre Joo Levantou a Capoeira Encantou com a sua maneira de cantar com corao Mestre voc fez histria Quem te conheceu tm voc na memria Saudade se chama Eziquiel um amigo de f E para homem e mulher Ele veio da ilha de Mar no saveiro do mestre Joo Levantou a Capoeira Encantou com a sua maneira de cantar com corao Foi morar l na Preguia se criou na conceio Mas viveu l no Cabula at hoje me encabula Ter apertado a sua mo Ele veio da ilha de Mar no saveiro do mestre Joo Levantou a Capoeira Encantou com a sua maneira de cantar com corao A lua branca vai iluminar novos caminhos pra voc Vai em paz guerreiro amigo Um abrao ao mestre Bimba Um dia gente se v Ele veio da ilha de Mar no saveiro do mestre Joo Levantou a Capoeira Encantou com a sua maneira de cantar com corao.

Sou Capoeira olha eu sei que sou Eu vim aqui foi para jogar Faco bonito so porque tenho talento E solto meus movimentos com uma voz no coracao. Para roda capoeira, para vai ter que parar Eu no paro, j disse que no, S paro esta roda se o mestre mandar, Olha a Eu no paro, j disse que no, S paro esta roda se o mestre mandar.

Ai eu jogo capoeira, aqui, em qualquer lugar O meu mestre foi seu Bimba Creador da regional, eu falei. E um Capoeira eh arcusso eh velhaco E inimigo do perigo e confusao Pois ele sabe o valor de uma vida p or isso corre de briga E quer mais eh vadiar Sou Capoeira olha eu sei que sou. Por favor bata um Ina, mas no jogue assim fechado No jogo de moleque, isto jogo de formado, eu falei Para roda capoeira, para vai ter que parar Eu no paro, j disse que no, S paro esta roda se o mestre mandar.

Mestre Bimba no morreu, isto muito natural Ele est em qualquer roda Se o jogo regional. Recado esse Samba samba, samba Capoeira Samba samba, samba camar Samba menino, mostra que voc bamba Dentro da roda de samba o Capoeira vai sambar.

Samba samba, samba Capoeira Samba samba, samba camar Samba menino, mostra que voc bamba Mostra que o corpo balana, sem sequer escorregar. A Iuna t me chamando A iuna eu vou eou vou Morar na mata fechada Iuna eu vou eu vou. O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial Eu tive pai, eu tive me eu tive filha, mas perdi toda a famlia, a liberdade e o amor, E hoje em dia eu s tenho dor e calo, trabalhando no embalo, do chicote do feitor.

O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial Eu j fui Rei, a minha mulher foi Rainha, pela mata eu ia em dia, livre como animal, Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado, trabalhando acorrentado, preso no canavial O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial A alma negra nunca foi escravizada, correu menina levada, brincando no cu de l, Roubaram o Sol, roubaram a noite e meu dia, s no roubaram a poesia que eu trago no meu cantar.

O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial Eu sou guerreiro tenho f e tenho crena, porque me firmo na beno, que ganhei do orixs, Sou cana forte, sou memb cana caiana, minha doura de cana, ruim de me derrubar O corta cana, corta cana, corta cana, nego velho, corta cana no canavial. So aves que habitam nos pntanos florestas que vm me encantando com certeza lembra Bimba que na roda era bamba A Iuna t me chamando A iuna eu vou eou vou Morar na mata fechada Iuna eu vou eu vou A Iuna a pesar de um bicho simbolo da capoeira quando ver grande perigo voa alto na paineira A Iuna t me chamando A iuna eu vou eou vou Morar na mata fechada Iuna eu vou eu vou A Iuna canta bonito quando faz sua construo ela pega graveto e o junco faz ninho l no cho A Iuna t me chamando A iuna eu vou eou vou Morar na mata fechada Iuna eu vou eu vou A Iuna canto de um passaro jogo de capoeira toque de uma viola morte de um capoeira A Iuna t me chamando A iuna eu vou eou vou Morar na mata fechada Iuna eu vou eu vou A Iuna e passaro mistico dificil de capturar s mesmo um bom capoeira como mestre poder se educar.

Mandei, cai meu sobrado Mandei, mandei, mandei Mandei cai de amarelo Caiei, caiei, caiei! Capoeira uma arte Que mexe com corpo e com a cabea Faz o pobre virar nobre Faz com que seu mundo cresa. Amarelo que lembra dourado Dourado, que meu berimbau Dourado, de cordo de ouro Besouro, Besouro, Besouro.

Pra quem nunca ouviu falar Pra aqueles que dizem: lenda! Pois saibam que Besouro preto Viveu, viveu e morreu! Pras bandas de Maracangalha, Sem temer a inimigo nenhum No valeu, seu corpo fechado Pras facas de aticum!

Mas mesmo depois de morto Entre uma e outra cantiga Besouro vai sempre viver Enquanto existir mandinga! I viva meu Deus! I viva meu Deus, camar! I viva meu mestre! I viva meu mestre, camar! I na capoeira!

CHOROU QUE BERIMBAU DIA MUSICA BAIXAR DE CAPOEIRA O O

I na capoeira, camar! I vamos embora! I vamos embora, camar! Rapaz fica malandro Com a capoeira Menina entra na roda, F ica bonita e faceira, Mexe com peitoral Oh, endurece o solado e abdominal Fica todo desenhado c Capoeira uma arte Que mexe com corpo e com a cabea Faz o pobre virar nobre Faz com que seu mundo cresa a Dizem que uma dana Para mim uma luta E o que vale nesta roda a mandinga e a disputa Capoeira uma arte Que mexe com corpo e com a cabea Faz o pobre virar nobre Faz com que seu mundo cresa Com a capoeira Se aprende cantiga, versos, canes A ganha e perde E controla as emoes.

A me chamaram pra roda Vai ter brincadeira A me chamo Carolina Canto capoeira Esse jogo valente da natureza Um instinto que o homem Responde com o corpo Ela traz fundamento Da sua histria Que sobrevive at hoje Pois arte do povo E capoeira Ela genuna Pois Misticismo de um povo Ela Coro A dor do pai era mais forte Mais nada podia fazer Do que se ajoelhar na terra e Pedir para Deus que queria morrer.

Oi, meu camarada um dia falou para mim, o que precisa conhecer l na Igreja do Bonfim, o Mercado Modelo tem acaraj e tem dende todo o que tem na Baha, oi ai ai tu precisa ir l para ver. Idalina tem o costume De chamar e vai andando de manh, Idalina t me chamando O Idalina meu amor Idalina t me esperando. Salvador na Baha tem capoeira ligeira no mercado, na praa, oi l no cais na ribeira deixa a bahiana parceira e a morena me olhar a roda fica animada e o povo fica a cantar.

Baha, Baha eu estou com saudade de voce Bahia, Bahia Bahia que terra nossa, terra do cacao e do dende onde nasceu o Mestre Bimba, oi ai ai seu Pastinha e Aberre.

Mestre Bimba tocava sentado De que jeito tocava seu Bimba? Mestre Bimba tocava sentado Mestre Bimba nasceu na Bahia O seu pai, foi batuqueiro Ele tocava na roda com um berimbau e dois pandeiros. De que jeito tocava seu Bimba? Mestre Bimba tocava sentado Na sua academia tinha um banco de madeira onde ele ensinava as quadra se o jogo da Capoeira De que jeito tocava seu Bimba?

Mestre Bimba tocava sentado. A palma estava errada Bimba parou outra vez Bata esta palma direito A palma de Bimba um, dois, tres. Olha a palma de Bimba E um, dois, tres Se voce e devoto de Bimba Na roda ele vai lhe ajudar Mas se nao e, sai correndo Que a roda ta aberta, E o bicho vai pegar E a palma de Bimba e um, dois, tres Olha a palma de Bimba E um, dois, tres A quadra estava errada Bimba parou outra vez Cante esta quadra direito A palma de Bimba e um, dois, tres Olha a palma de Bimba E um, dois, tres A Iuna estava errada Bimba falou outra vez Nao matrate esta ave moleque E a palma de Bimba e um, dois, tres Olha a palma de Bimba E um, dois, tres A ginga estava errada Bimba parou outra vez O ginga bonito moleque E a palma de Bimba e um, dois, tres Olha a palma de Bimba E um, dois, tres.

No mar Mora Iemanj 6x Vrios negros foram no Brasil Bantus, Nags e Iorubas Dentro do navio negreiro Deixaram suas lgrimas correrem no mar No mar mora Iemanj 6x Quando a mar baixar V lhe visitar v lhe fazer devoo v lhe presentear No mar mora Iemanj 6x Sua lgrima correu no mar tocou o peito de Iemaj ela podia mudar a mar Fazer meu navio voltar pra Guin No mar mora Iemanj 6x. CORRIDOS Manteiga derramou Eu vou dizer a meu senhor Que a mentaiga derramou a manteiga no minha A manteiga de ii Eu vou dizer a meu senhor Que a manteiga derramou coro A manteiga no minha Caiu no cho e derramou coro Mas a manteiga no minha A manteiga de ii coro Sim, sinh, sim, sinh Salve a Bahia de So Salvador coro Sim, sinh, sim, sinh coro E mestre Bimba de So Salvador coro Oi tu que moleque Moleque tu coro Oi tu que moleque coro Oi tu que moleque coro Oi tu que moleque coro O meninou chorou Nhm, nhm, nhm coro porque no mamou coro Sua me t na feira coro Cala a boca menino coro Que menino danado coro E chora menino coro Oi sim, sim sim Oi no, no, no Oi sim, sim sim Oi no, no, no coro Mas hoje tem amanh no Mas hoje tem amanh no coro Abalou capoeira abalou Abalou capoeira abalou, o abalou deixa abalar.

Abalou capoeira, abalou. E abalou deixa abalar. E abalou vai abalar. E agradeo a Deus do cu. A Canoa virou marinheiro Oi no fundo do mar tem dinheiro A canoa virou marinheiro Oi no fundo do mar tem dinheiro A canoa virou marinheiro Beira mar aue beira mar O riacho que corre pro rio e o rio que corre pro mar o mar morada de peixe quero ver quem vai pegar, a brasil capoeira Beira mar aue beira mar beira mar , , beira mar no tempo que tinha dinheiro eu dormia com yaya hoje dinheiro se acabou capoeira chega pra l beira mar , , beira mar beira mar , , beira mar Que Barulho Esse Que barulho esse um tal de zum zum zum Que barulho esse um tal de zum zum zum Foi o Manduca da praia que acabou de matar um Foi o Manduca da praia que acabou de matar um Quando a policia chegou foi um tal de au au Quando a policia chegou foi um tal de au au Vamos embora seu moo que essa briga pra vale Vamos embora seu moo que essa briga pra vale Veja, veja Veja veja veja veja ia, ia, ai, ai, ai Veja veja veja veja ia, ia,.

Eu vi a Cutia com coco no dente, Comendo farinha, olhando pra gente. Eu vi a Cutia com coco no dente, com coco no dente com coco no dente. EEu vi a Cutia com coco no dente, de Bamba de bamba, de bamba ,!

A capoeira de bamba. O berimbau tambem bamba. A capoeira que bamba. Mas a Bahia s tem bamba de bamba, de bamba ,! Todo mundo aqui bamba de bamba, de bamba ,! Leia de graça por 30 dias. Musicas Capoeira. Títulos relacionados. Anterior no carrossel Próximo no carrossel. Entre as rodas de capoeira e círculos intelectuais.

Pesquisar no documento. Berimbau coro Menino pegue sua corda Antes de se batizar D nela um n de rosa Pra corda no desfiar coro Meu amor me deu um n Que eu consigui desatar Quero ver se ela desata O n direito que eu vou dar coro Se Tiradentes soubesse Desatar o n da fora Ele no morreria Na justiia l da corte coro Capoeira que imagina Sabe o n que ele vai dar D um n, esconde a ponta Pro outro no desatar da nossa cor!

Capoeira coro coro No vai terminar agora No vai terminar agora coro No vai terminar agora O maculel, a dana do pau, Na roda de capoeira, quem comanda o berimbau. Capoeira Toquei berimbau, cantei pr iai coro Na roda de capoeira quero ovir gunga falar Eu j tive em Moambique, eu j tive em Guin, Mas estou voltando de Angola, com o jogo de Mal Capoeira quero ovir gunga falar E mandigueiro. Poi mandiga nesse jogo. Quero ver voce jogar. No tempo que eu tinha dinheiro.

Agora o dinheiro acabou. Na senzala um dia. Quem ja foi na Senzala um dia. Moendo cana ê. O negro era escravizado. De dia trabalhava descalço. O Negro sofria na senzala. Que olhava da sacada. Como um raio vem do céu. Mas que vida era aquela. Como era uns ficar. Gunga é meu, gunga é meu.

E meu é meu é meu. Gunga é meu foi meu pai que me deu. O gunga e forte o esse gunga é meu. Corô Capineiro. Só corte quando eu mandar. Corô Pra fazer garapa. Cada passo que eu dava. Corô Era um capataz.

Canavie, corta cana pro feitor. Canavie, Canavie O corta cana pro feitor.

Cansado pela dor Faz doer o coracao Ate de quem, nao viveu no tempo Da triste escravidao. Jogo de negro. No rosto do negro correm lagrimas de sangue Que lembra de tudo que ele passóu Chegar na senzala e ver sua noiva violada Pros caprichos de um homem rico ou de um féitor.

Hoje meu pandeiro esta mudou. Lélé lélé lé lé. Lélé lélé lé ôô. Hoje agachado ao pé do berimbau. Hoje a comunidade esta triste. Senti a faltado de tontonho de Maré.

Hoje meu Mestre na veio pra roda. Ate quem nao e de falta faltou. Hoje nem Mimba nem seu Pastinha. Veio por abenceu em seu jogador. Auê auê auê auê ê. Auê auê auê auê ê, le le le le le le le o. Ta no sangue da raça brasileira, capoeira. E da nossa cor. Mestre Bimba. Senhor Pastinha. Quem capoeira é. E aquele que vem. E a todos aqui. E a capoeira também. E na Benguela. E no jogo de Angola. E na Regional. Mestre Bimba falou. E agora que entendi.

Capoeira é o caminho. Quem quiser vai seguir. Martelo que derruba. Meia-lua que vai. Rasteira que vem. Um dois tres. A palma etsava errada. Bimba parou otra vez.

Bate essa palma direito. Que a palma de Bimba é um dois tres. Olha palma de Bimba. E um, dois, tres. A palma de Bimba. Mundo enganador. Oi vivemos aqui nessa terra. Lutando pra sobreviver. O Lugar onde poucos têm muito. E muito sem ter o que comer. Olhando isso eu fico triste. Estou feliz por ter a capoeira. Capoeira é uma arte. E arte é obra de Deus.

Chants de Capoeira

Mas tudo que eu tenho foi Deus que me deu. Eu tenho um canarinho cantador. E um carinho da morena faceira que me deu. Meu Deus quando eu partir. Desse mundo enganador. Pra meu filho eu deixarei. Uma coisa de valor, é é é. É um berimbau maneiro que eu ganhei do meu avô.

Toca paz, e toca guerra e toca até chula de amor. Luanda ê meu povo. Luanda ê para. O teresa samba deitada. O idalinha samba de pé. E la no cais da Bahia. O laê laê la. O lelé. Me ajuda por favor. Que estou passando mal. Estou com capoeira. E febre de berimbau. Se quiser venha pegar. A minha cabeça é roda. Minha boca quer cantar. Com jogo da Regional.

BERIMBAU CHOROU DIA BAIXAR DE CAPOEIRA O QUE MUSICA O

Que eu vou tomar. É treino e muita aula. Dona Maria como vai você. Vai voce vai voce. Olha joga ligeiro que eu quero ver. Joga bonita que eu quero aprender. Malandragem só sai daqui. Quando essa roda acabar. Se o meu mestre disser Iê. Ou se Cavalaria tocar. Capoeira é antiga arte. Foi o negro inventando. Me diga quem é brasileiro.

Oi malandro, é malandro. Na Bahia. Na ladeira. Bicho vem e eu me faço de morto. Mas se a coisa apertar. Pra Deus eu peço socorro. Entro e saio sem me machucar. Subo e desço sem escorregar.

Vou louvando o criador da mandinga. O malandro que inventou a ginga. E a malandragem. Calma moça, chuva vem esfriar. Ao saber que essa é a minha sina. Cuidado quando se levantar. Eu sou movido pela capoeira. Eu sou corôpelo berimbau. Na ladainha de Angola. Nas quadras da regional.

No gingar do capoeira. No toque do berimbau. O mundo fica pequeno. Quando a roda comeca. Expresso o meu sentimento. Deixo o meu corpo falar. Eu comecei por brincadeira. Comecei sem emocao. Mais depois a capoeira. Conquistou o meu coracao.

O berimbau e quem me chama. E a capoeira quem me leva. E ao meu deus eu agradeco. Ao lugar que me levar. Eu escolhi a capoeira. Porque ela me escolheu. Olhei pra ela ela sorriu. E naquele instante me acolheu.

Leva morena me leva. Leva morena me leva, me leva pro seu bangalo. Oi meu leva morena me leva que hoje faz frio amanha faz calor.

Chama Seu Bimba

Me leva morena me leva que eu sou capoeira ja disse que sou. Me leva morena me leva hoje eu sou povre amanha sou doutor. Quando berimbau chamar.

Quando o berimbau chamar. Vamos vadiar ioio. Vamos vadiar benguela. Vamos vadiar sao bento. Se for pra vadiar na angola. Jogo de fora e jogo de dentro. Meu mestre quando toca o gunga. Parece uma coisa só. O mestre com berimbau. E o berimbau com mestre fica ainda melhor. O coro quando é bem respondido.

Berimbau tocou - Abadá-Capoeira - Palco MP3

Faz o corpo arrepiar. O canto quando é lamento faz capoeira chorar. Voce que leva a capoeira. Como sua filosofia. Faça dela com certeza o seu verdadeiro guia.

O jogo quando tem mandinga. A hora e essa. A hora e essa, a hora e essa. Berimbau toco na capoeira. Berimbau toco, eu vou jogar.

Foi na bahia. Tem cobra enrolada no toco. Abre o olho seu moço. A cobra na capoeira. E um sinal de périgo. Peconhenta e traicoeira. Pénsei que foi Sucuri. Agora acabei de ver. Pode ser a cascavel. Mas o bote mas cruel. E a tal da Urutu. Pelas praias da ribeira. Pescador estivador. Para as rodas de Capoeira. Se andar malandriado. Uma vida traicoeira. Da Arte da Capoeira. Alegria e camaradagem. Seu nome sera lembrado.

Nas pinturas de Caribe. Nas fotos do Fatumbi. Quando meu mestre se foi. Toda Bahia chorou. Ia iaaa io iooo, ia iaaa io iooo. Menino com quem tu aprendeu. Menino com quem tu aprendeuaprendeu a jogar capoeira, aprendeu. Quem me ensinou ja morreu. O seu nome esta gravado. Na terra onde ele nasceu. Salve mestre Bimba. E a ilha de Maré. E o mestre quem me ensinou. A mandiga de bater com pé. Ia ia io io. Mandigueiro cheio de malevolência.

Era ligeiro o meu mestre. Jogava conforme a cadencia. Do bater do berimbau. Salve o Mestre Bimba. Criador da regional. Aprendeu meia-lua aprendeu. Martelo e rabo de arraia. Jogava no pé da ladeira. Muitas vezes na beira da praia. Salve o mestre quem me ensinou a mandiga de bater com pé. Eu vim aqui buscar. Eu vim aqui buscar um poquinho de dendê. Pra passar na capoeira um poquinho de dendê.

Pra passar no atabaque um poquinho de dendê. Vou no balanço das ondas. Vou no balanço do mar. Eu, vou, vou no balanço do mar. Eu vou jogando capoeira. Seguindo o meu ideal.

Vou na energia da roda. No balanço do berimbau. Ouvindo as histórias do mestre. Imaginado onde posso chegar.

BERIMBAU CHOROU MUSICA BAIXAR DE O CAPOEIRA DIA O QUE

Dou asas ao meu pensamento. Sou livre pra voar. O vento que sopra na praia. Na areia balança o coqueiro. E o toque do gunga na roda. Aprendo com o mestre jogando. Artista pintando uma tela. Se hoje no mar sou jangada. Nhem nhem nhem.

Chora menino. Cala a boca menino. Chora mas vou bater. Mareinheiro sou. La vem la vem. Marinheiro sou. Eu sou da Bahia. O marinheiro marinheiro. Paranauê, paranauê parana. Vou dizer minha mulher parana. Capoeira me venceu parana. Ela que bateu o pé firme, parana. Paranauê, paranauê, parana. E de vera que o morro parana. Se mundou para a cidade parana. Tem batuque todo dia parana.

Multa de qualidade parana. Fecha porta e dorme cedo parana. A mulher pra ser bonita parana. Eu vim relampuê. O capoeira e difficil de apanhar.